Em Brasília

Ministério Público do Ceará recebe três prêmios nacionais

O órgão foi agraciado durante o 9º Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público

15:29 · 13.09.2018
MPCE
Na categoria “Redução da Criminalidade”, o projeto “Tempo de Justiça” foi o primeiro colocado. (Foto: Arquivo)

Três prêmios do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) foram entregues ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) nesta quinta-feira (13).  A cerimônia de premiação aconteceu durante o 9º Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público, em Brasília. Na categoria “Redução da Criminalidade”, o projeto “Tempo de Justiça” foi o primeiro colocado.

Os demais prêmios foram conquistados pelo “Sistema de Investigação do MPCE (Simpce)”, que ficou em segundo lugar na categoria “Tecnologia da Informação”, e pelo projeto “Valores Humanos na Educação Infantil”, terceiro colocado na categoria “Defesa dos Direitos Fundamentais”.

O “Tempo de Justiça” tem o objetivo de diminuir o tempo de julgamento dos casos de homicídios ocorridos em Fortaleza. Isto acontece com uma ferramenta virtual que monitora o tempo dos processos em cada fase e, mensalmente, um comitê gestor – com membros do MPCE, Tribunal de Justiça (TJCE), Governo do Estado (Vice-Governadoria e SSPDS), e Defensoria Pública – reúne-se para avaliar e solucionar os entraves.

“Estamos emocionados por recebermos três prêmios logo na primeira vez em que concorremos, arrastando três grandes colocações dentre 686 projetos avaliados, de todo o país”, diz o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios. Segundo ele, o reconhecimento mostra que o órgão está “muito maior, mais respeitado e mais forte”.

O Simpce, por sua vez, foi criado para simplificar e agilizar as investigações do Ministério Público cearense. No sistema, foram desenvolvidos mecanismos de buscas, cruzamento, análise e integração de bases de dados de diversos órgãos, assim como relatórios de inteligência e gráficos de vínculos automatizados, cruzamento de informações bancárias de pessoas investigadas, e coleta e cruzamento de informações de pagamentos efetuados pelos municípios a fornecedores ou prestadores de serviços.

Já o projeto Valores Humanos na Educação Infantil foi lançado em fevereiro de 2017 e tem o objetivo de promover ações que garantam os valores morais e éticos como base pedagógica da educação infantil. Em parceria com o Instituto Myra Eliane, profissionais que atuam no ensino infantil serão capacitados para promover uma visão humanística da educação que os afaste de um conceito utilitarista.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.