problemas

Metrofor: queda de árvore provoca pane elétrica e desordem na Linha Sul

O problema aconteceu entre 6h31 e 8h39, o que causou superlotação nas paradas e vagões

O Metrofor divulgou nota explicando que a queda da árvore aconteceu após "um ato de vandalismo" ( Foto: VC Repórter )
13:16 · 20.08.2018 / atualizado às 17:34

Uma troca de veículos causou confusão no metrô de Fortaleza, na manhã desta segunda-feira (20). A mudança ocorreu devido à interrupção da rede elétrica do sistema, após uma árvore cair sobre parte da fiação, de acordo com informações da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor).

A interrupção causou atraso no horário dos trens, que consequentemente resultou em estações e vagões superlotados, especialmete por conta do horário da paralisação — 6h31 às 8h39 da manhã. O Metrofor divulgou nota explicando que a queda da árvore aconteceu após "um ato de vandalismo". "Durante esse período, a Linha Sul operou num esquema especial. Uma composição de trens realizou o percurso entre as estações Chico da Silva e Vila Pery, e uma outra composição realizou o percurso entre as estações Vila Pery e Carlito Benevides. Passageiros que precisaram percorrer esses dois trechos fizeram a troca de trem na estação Vila Pery", completa o órgão.

"O metrô de 6h45 veio passar 7h15. Então, o que aconteceu? Atrasou e acumulou gente. Eu pego na estação Rachel de Queiroz, que fica ali no Acaracuzinho, quando o metrô chegou, ele já veio lotado. Para a gente conseguir entrar foi uma 'briga'. E quando ia parando nas outras estações, começava a confusão porque o metrô não sai se não fechar a porta", revelou Chernanda Moura, 32, que estava no metrô durante o período conturbado.

"Quando a gente chegou na Vila Pery, todo mundo teve que descer e ir para outro metrô. Aí foi outra confusão porque tinha que entrar o pessoal que desceu, e o pessoal que já estava na estação", completa a assistente administrativa sobre a desordem durante a mudança de veículos, ocasionada pela incapacidade de atender a todos os usuários. 

Chernanda ainda revela que não houve nenhuma explicação sobre o motivo da troca. "Quem entrou na primeira estação sabia da troca, mas quem entrou depois não sabia. Eu mesmo não sabia", complementa assistente administrativa que utiliza o serviço de transporte diariamente na locomoção entre casa e trabalho.

Falhas

Em 2018, o serviço de transporte do Metrofor apresentou outras falhas na Linha Sul. Em janeiro, uma pane elétrica, na subestação de energia do bairro Benfica, paralisou o metrô por 30 minutos. Outra pane aconteceu em junho, e obrigou passageiros a caminhar pelos trilhos do metrô, entre as estações Rachel de Queiroz e Virgílio Távora, no sentido Centro-Maracanaú.

Além desses casos de falha elétrica, um problema mecânico causou outra interrupção do serviço, em julho desse ano. Nesse caso, o incidente aconteceu por volta das 17h, próximo à estação do Aracapé, na Regional V de Fortaleza

Ainda em relação ao ocorrido nesta segunda-feira, o Metrofor explicou que "o esquema operacional ajudou a minimizar o tempo de espera entre as viagens durante o período da interdição", e que "a operação já está normalizada".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.