pela legalização

Marcha da Maconha comemora 10 anos em Fortaleza

Segundo a organização, 25 mil pessoas são esperadas para o evento

17:04 · 27.05.2018 / atualizado às 17:58
marcha
A Marcha da Maconha é um movimento mundial que acontece em mais de 300 cidades pelo mundo ( Foto: Kléber A. Gonçalves )

A Marcha da Maconha de Fortaleza comemora 10 anos neste domingo (27). Com o tema "Pela paz nas quebradas", o evento se iniciou com concentração na estátua de Iracema, na Avenida Beira-Mar de Fortaleza, às 14h.

O percurso deve parar no anfiteatro da Jurema. O principal objetivo da ação é fomentar o debate a respeito da legalização, regulamentação e descriminalização da planta. 

"A Marcha é um movimento, não é só esse evento de hoje. Mas a caminhada em si é pela paz, principalmente num contexto de tanta violência, chacinas... Temos a segunda maior do Brasil, perdendo só para a de São Paulo, que concentra 50 mil pessoas", relata a organizadora Elaine Silva.

Segundo a organização, 25 mil pessoas são esperadas para a Marcha. Em 2008, na primeira realização, foram apenas 20 participantes. 

O uso da maconha é proibido no Brasil. Apenas em casos excepcionais pode ter a liberação garantida. 

A Marcha da Maconha é um movimento mundial que acontece em mais de 300 cidades pelo mundo. Tem liberação do Supremo Tribunal Federal (STF) desde 2011. Aqui, os organizadores fazem todas as demandas, incluindo à Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Regional. 

"O crescimento de público é decorrente da inclusão da descriminalização na pauta pública. A gente quer estancar tanto sangue derramado dos jovens das periferias de todo país", complementa a organizadora Elaine Silva. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.