Américas Y El Caribe

Maior exposição de cães da América Latina chega a Fortaleza

Dentro do evento, o público ainda pode conferir o lançamento da terceira edição da Revista Bem-Estar Animal

14:23 · 31.05.2018 / atualizado às 15:56
Foto: Kleber A. Gonçalves

A Capital cearense sedia, de 31 de maio a 3 de junho, a exposição Américas y El Caribe, o maior evento do segmento de exposição de cães da América Latina. A exibição acontece no Centro de Eventos, e tem entrada gratuita. A classificação é livre.

Esta edição do evento registrou o número de 1.235 cães inscritos. Com isso, o evento torna-se o maior do gênero no Estado desde 2014, quando um evento do Kennel Clube do Ceará reuniu 430 cães.

A exposição não acontecia no Brasil há 18 anos, porque ocorre um rodízio das sedes, entre os países envolvidos. Roberto Bezerra, presidente do Conselho Cinotécnico da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), declara estar muito feliz e considera que “Fortaleza ter sido escolhida como sede ajuda no turismo da cidade. Inclusive por conta do evento ter sido divulgado em nível internacional. Foram inscritos cães franceses, russos, espanhóis etc”. De acordo com Roberto Bezerra, que também é representante do Setorial de Animais de Estimação, do Ministério da Agricultura, a exposição é “uma festa da cidade para a família. Porque o pet já passou a fazer parte da família”.

Família e pets

“O contato das crianças com animais de estimação ajuda no desenvolvimento delas”, diz o farmacêutico Felipe Ferreira, 33, que levou o filho Davi, de um ano e dois meses, para conferir a exibição. “Nós já tínhamos cachorro antes dele nascer, então desde muito novo, eu já busco fazer o contato”.

Ferreira acrescenta que o evento é uma ótima opção de lazer. “No feriado assim, no meio da semana, eu achei legal, além de ser aqui no Centro de Eventos, que é um local mais seguro”, acrescenta Felipe.

Bem-Estar Animal

Além dos próprios animais, uma das atrações da exposição é o lançamento da Revista Bem-Estar Animal. A produção está na 3ª edição, e traz como reportagem de capa, a exposição Américas y El Caribe.

“A revista traz mais versatilidade, movimento, mais agilidade para famílias criadoras de animais. Ela tem a facilidade de circular nos eventos de cinofilia, nos encontros de raça, nas clínicas e pet shops”, comenta Valéria Feitosa, editora da Bem-Estar Animal.

Na terceira edição da produção, o leitor pode encontrar conteúdo que “acompanha a evolução do mercado pet, que está cada vez mais moderno, com produtos na área de nutrição, moda pet e estética”, complementa a editora.

(Colaborou Samuel Pinusa)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.