Muita fumaça

Incêndio de grandes proporções atinge 90% do centro de triagem dos Correios na Oliveira Paiva

Não há feridos, mas cartas e encomendas como Sedex foram destruídas pelas chamas

16:28 · 13.02.2018 / atualizado às 20:41

Um incêndio de grandes proporções está acontecendo neste momento no Centro de Triagem de Cartas e Encomendas (CTCE Fortaleza) dos Correios na Oliveira Paiva. Cerca de 4 viaturas dos Bombeiros estão no local. Não houve feridos.

Segundo o assessor de imprensa dos Correios no Ceará, o incêndio aconteceu em um galpão de triagem de objetos postais (cartas e encomendas como Sedex e PAC). Ainda de acordo com o assessor, no local havia apenas o vigilante que acionou os Bombeiros. Este funcionário informou que o incêndio começou entre 15h30 e 16h. Segundo informações dos Bombeiros, 90% do galpão foi atingido pelas chamas. Os carros e caminhões dos Correios que estavam no depósito foram tirados antes que o fogo também chegasse lá.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) foi ao local e interditou a Avenida Oliveira Paiva nos dois sentidos. O desvio estava sendo pela Rua Lídia Brígido e também pela Avenida Washington Soares. Viaturas da Guarda Municipal deram apoio a operação.

Comandante fala

No início da noite, o coronel Heraldo Maia Pacheco, comandante geral dos Bombeiros, falou com a imprensa na entrada dos Correios. Segundo ele, o fogo está controlado, mas os trabalhos seguem. Boa parte do teto desabou. O galpão de triagem das cartas e encomendas teve 90% da área destruída. O bombeiro afirmou que no galpão haviam muitas cartas e alguns produtos eletrônicos. "Usamos 40 bombeiros na operação. Foram 10 viaturas, sendo 7 de combate ao incêndio", finalizou o militar. 

Nota Correios

Os Correios esclarecem que o incêndio no Centro de Triagem de Cartas e Encomendas (CTCE Fortaleza) foi identificado por volta das 15h50 desta terça-feira (13) pelo vigilante da empresa que estava de plantão na guarita externa do local; ele não se feriu e acionou o Corpos de Bombeiros. Não havia outros empregados da empresa trabalhando no momento. 

As causas do acidente serão determinadas pelas investigações das autoridades competentes. 

O CTCE faz a triagem das cartas e encomendas que são entregues pelas unidades de distribuição da empresa no Estado; também encaminha os objetos  postados no Ceará com destino a outras regiões. O Galpão ocupa uma área de cerca de 10 mil metros quadrados.

A empresa esclarece ainda que irá realizar o levantamento da carga postal destruída e, para efetuar as devidas indenizações, faz-se necessário aguardar os resultados das perícias técnicas que serão realizadas pelas autoridades.

Segundo moradores próximos ao centro de distribuição, a fumaça negra assustou, mas eles elogiaram a chegada rápida dos Bombeiros ao local.

De acordo com Gerson Saraiva de Freitas, operador de triagem dos Correios, ele ia trabalhar no Carnaval, mas acabou não vindo, pois não foi convocado. Gerson fala que neste setor passam cartas, boletos e encomendas como Sedex (e produtos internacionais) não só do Ceará, mas também do Piauí. No prédio atingido pelas chamas trabalhavam 200 pessoas. 

Veja vídeos e mais fotos:

Assista relato de Gisele Távora, moradora da região:

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.