DISQUE 100

Homofobia: Ceará é o segundo do Brasil em denúncias

Estado só ganha de São Paulo, com 74 ocorrências registradas, de janeiro a maio desse ano. Nesta quinta-feira (25), a Sejus assina termo de cooperação técnica para tratar sobre o acolhimento e atendimento do público LGBT nas unidades prisionais do Estado

07:41 · 25.06.2015

O Ceará é o segundo estado do Brasil em número de denúncias de homofobia. Nos primeiros cinco meses desse ano, foram 39 registros no Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República. No ano passado, foram  28, no mesmo período. São Paulo é o primeiro do País, com 74 ocorrências. 

Os números mostram ainda que o Ceará registrou 57 violações contra homossexuais, ou seja, em uma mesma ligação foi realizada mais de uma denúncia. A cidade de Itatira foi o município do Estado que mais registrou ocorrências, ao todo foram 16. Fortaleza obteve sete registros, junto ao órgão federal.

> Acesse especial "Homofobia: discriminação profissional"

O cenário negativo motivou a a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) e a Coordenadoria Estadual de Políticas Públicas para LGBT (COLGBT) a firmarem, nesta quinta-feira (25), termo de cooperação técnica para tratar sobre o acolhimento e atendimento do público LGBT nas unidades prisionais do Estado e acompanhar as denúncias de homofobia no Ceará. O termo será assinado pelo titular da Sejus, Hélio Leitão, e pelo coordenador LGBT, Narciso Júnior, na sede da Sejus, às 14 horas. A ação faz parte da programação da Semana da Diversidade Sexual no Estado.

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.