Fiéis superlotam Igreja de Fátima em celebração ao dia 13 de maio - Cidade - Diário do Nordeste

Devoção

Fiéis superlotam Igreja de Fátima em celebração ao dia 13 de maio

Ao todo, 11 celebrações serão realizadas na Igreja de Fátima durante todo o dia

11:15 · 13.05.2014 por Redação Web
A caminhada seguirá em direção à Igreja e Santuário de Fátima, na Avenida 13 de Maio, onde ocorrerá a missa campal ( Foto: Lia Girão )

Atualizada às 12h20

O dia 13 de maio é um dos mais esperados do ano para os católicos, pois é marcado pela aparição de Nossa Senhora a três crianças na cidade portuguesa de Fátima. Em Fortaleza, diversos devotos lotam o Santuário Nossa Senhora de Fátima, na Av. 13 de maio, desde as 5h desta terça-feira (13).

Ao todo, 11 celebrações serão realizadas na Igreja de Fátima durante todo o dia. A primeira delas, às 5h, foi conduzida pelo arcebispo de Fortaleza e aniversariante do dia, Dom José Antônio Tosi, com o apoio do Pe. Rafhael Maciel, reitor do Seminário Propedêutico da Arquidiocese de Fortaleza, Pe. João Jorge Corrêa, vigário geral da Arquidiocese e Pe. Ivan de Souza, pároco do Santuário.

O pároco da igreja deve celebrar somente as missas de 12h e 20h, que fecha as comemorações do dia 13 de maio. Às 18h, sairá uma procissão da Igreja do Carmo, no Centro, seguindo pelas ruas Major Facundo, Meton de Alencar, Barão de Aratanha e Av. 13 de Maio, que ficarão interditadas no momento da passagem dos fiéis. A previsão de chegada da procissão na Igreja de Fátima é às 20h, quando será realizada a missa campal na parte externa da paróquia. Foi montada uma estrutura coberta para receber os devotos.

Durante o período da tarde e da noite acontecem missas na Igreja de Fátima às 14h, 15h30, 17h, 18h30 e 20h. 

De acordo com a coordenação da paróquia, cerca de 1.000 partículas de hóstia são consagradas a cada celebração. Ao final do dia, mais de 10 mil pessoas devem ter recebido a comunhão das mãos dos mais de 60 ministros da eucaristia que são voluntários na Igreja. O bispo auxiliar de Fortaleza, Dom Rosalvo Cordeiro de Lima, também visitou o local na manhã desta terça.

 

A aposentada Silvia Teixeira marca presença no Santuário todos os dias 13 e não fez diferente nesta terça. Silvia começou a devoção à Nossa Senhora depois que se casou, há 45 anos, por influência do marido. "Foi meu marido que me levou pra perto de Maria e desde então tenho alcançado muitas graças", disse. A aposentada, que perdeu o marido há 10 anos, disse que até a morte dele contou com a intercessão de Nossa Senhora. "Ele faleceu em um dia 13 e isso me deu a certeza de que ele foi pro céu, pra junto dela", declarou a devota.

Movimento na praça é intenso

A área externa e a praça em frente à Igreja recebem um grande número de fiéis. De acordo com a Secretaria Executiva Regional (SER) IV, 65 barracas foram cadastradas para o festejo. Artigos religiosos, comidas e até bijuterias são comercializadas na região.

Uma das barracas de artigos religiosos é administrada pela comerciante Neide Uchôa. Neide, o irmão e a cunhada trabalham com venda de terços, imagens, chaveiros e pulseiras há, pelo menos, 5 anos. "Nós somos de Canindé e, em toda véspera do dia 13, estamos aqui em Fortaleza para vender na festa de Nossa Senhora", disse a comerciante, que também tem pontos de venda na cidade do Interior. Os três chegaram na segunda-feira (12) a noite para guardar o lugar da barraca e só devem deixar as imediações do Santuário após o fim do movimento da celebração das 20h.

Trânsito

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), disponibilizará 70 agentes para as operações de trânsito no entorno da Igreja. As principais ações, que devem acontecer até o final do dia, serão de coibição de estacionamento irregular nas ruas do entorno da igreja – Oswaldo Studart, Paula Rodrigues e Mário Mamede – e auxílio na travessia de pedestres na Av. 13 de Maio.

A operação para acompanhar a procissão terá início no mesmo horário, na Igreja do Carmo, quando a AMC começará a proibir o estacionamento nas ruas Major Facundo, Meton de Alencar e Barão de Aratanha, deixando a área livre para a concentração dos fiéis.

Às 16 horas, será bloqueada a Rua Major Facundo no cruzamento com a Av. Duque de Caxias. Em seguida, agentes em motocicletas e viaturas se preparam para acompanhar a procissão durante o percurso entre a Igreja do Carmo e a Igreja de Fátima, passando pelas ruas Major Facundo, Meton de Alencar, Barão de Aratanha e Av. 13 de Maio. Os bloqueios durante o trajeto serão temporários e a saída está prevista para 18 horas.

Durante a realização da missa campal, após a procissão, a Av. 13 de Maio terá a pista nos dois sentidos bloqueada, entre a Rua Jaime Benévolo e o viaduto da Av. Pontes Vieira. A AMC orienta que os desvios sejam feitos pela Av. Luciano Carneiro e Rua Mário Mamede (sentido Bairro de Fátima/Aldeota) e pela alça do viaduto da Av. Aguanambi e Av. Eduardo Girão (sentido Aldeota/Bairro de Fátima).