Protesto

Estudantes fazem ato na Praça da Gentilândia em homenagem às vítimas da 'Chacina do Benfica'

Os alunos pediam segurança e paz após sete pessoas morrerem em uma série de ataques no bairro na última sexta-feira (9)

16:31 · 12.03.2018 / atualizado às 16:32

Um grupo de estudantes prestou uma homenagem, nesta segunda-feira (12), às vítimas da 'Chacina do Benfica', que deixou sete mortos e quatro feridos na noite da última sexta-feira (9).

Os alunos caminharam de mãos dadas, em silêncio, pela Avenida Treze de Maio até a Praça da Gentilândia, onde três dos setes jovens foram executados. Eles formaram uma grande roda ao redor da praça, dando um grande 'abraço' no local. O gesto representou o luto e a indignação diante da onda de violência no Estado.

O silêncio dos manifestantes ecoava como um grito por segurança e paz, enquanto as lágrimas escorriam pelos rostos. As velas representavam as condolências às vítimas e aos seus familiares. 

> Chacina do Benfica: Camilo diz que ferramenta tecnológica permitiu prisão de suspeito do caso
> Suspeito preso e namorada estavam em festa no Lagamar antes da Chacina do Benfica
> Chacina no Benfica: dos 11 feridos, apenas 5 seriam os alvos
> Vítimas da chacina do Benfica são sepultadas na manhã deste domingo
> Vítimas de Chacina no Benfica são identificadas

Até o momento, um único suspeito do crime foi preso. Douglas Matias da Silva foi detido em um prédio de luxo no Meireles, após a Polícia identificar um dos carros utilizado no crime.

Douglas teria praticado o crime na Praça da Gentilândia com dois amigos, Francisco Elisson Chaves de Souza e Stefferson Mateus Rodrigos Ferdandes, conhecido como 'Véi', no veículo da companheira, um Fiat Punto de cor branca. Os outros suspeitos ainda não foram identificados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.