Saúde

Defensoria consegue remédio à base de maconha para criança com problemas neurológicos

Criança chega a ter 30 convulsões por dia

18:22 · 10.08.2018 / atualizado às 19:25
Canabidiol
O tubo de 10ml do Canabidiol chega a custar mais de 200 dólares ( Foto: Agência Brasil )

A jovem Ana Júlia, diagnosticada com paralisia cerebral, ganhou um presente de aniversário, nesta sexta-feira (10), que deve ofertar mais qualidade de vida a ela. Em decisão única, no dia 27 de julho, o juiz de direito Paulo de Tarso Pires Nogueira, decidiu por procedente a decisão da disponibilização do Canabidiol para melhorar a qualidade de vida da garota. Nesta quinta-feira (9), Ana compareceu com a mãe na Secretaria de Saúde do Estado para levar as últimas documentações e finalizar a solicitação do remédio. A família agora está no aguardo do provimento da medicação. 

Em consequência decorrente da desordem motora, ela chega a ter cerca de 30 crises de epilepsia durante o dia. Desde os dois anos, Ana Júlia sofre quadros epilépticos que acabam por regredir as conquistas diárias de sua condição. “Quando ela escuta qualquer barulho muito alto, como se tomasse um susto, ela entra em um quadro de epilepsia que dura cerca de um a dois minutos. Ela chega a ter 30 convulsões por dia”, conta a mãe da criança, Rita Helena Lima. Esta é a primeira vez que uma família assistida pela Defensoria tem acesso a esse tipo de medicamento.  

Em julho deste ano, sem poder custear o valor do remédio e suas custas de entrega, Rita procurou o Núcleo de Defesa da Saúde (Nudesa) da Defensoria Pública do Estado do Ceará para judicializar uma ação de obrigação de fazer, para conseguir o fornecimento do medicamento, na dosagem recomendada pela médica. Rita já sabia da possibilidade de ir à Defensoria para conseguir o medicamento, pois, ela já havia entrado anteriormente com uma ação que viabilizou uma cadeira de rodas adaptada para Ana Júlia e o suprimento de fralda, também pelo Nudesa. 

Luta 

“Vejo no canabidiol uma oportunidade de superação, de grande conquista por meio da medicina. Acredito que com esse medicamento minha filha voltará a sorrir, porque a melhora dela é realmente significativa com ele. Eu, minha filha mais velha Andreia e meu marido Kennedy acreditamos que iremos vencer essa causa. Ana Júlia voltará a se desenvolver a cada dia vencendo grandes batalhas. As dificuldades surgem, mas vamos vencendo todas”, conta Rita esperançosa. 

O medicamento é um componente extraído da planta cannabis sativa e pode ser utilizado no tratamento de doenças que acometem o sistema nervoso central, como a epilepsia, sem causar alteração psíquica alguma. O tubo de 10ml do Canabidiol chega a custar mais de 200 dólares e a compra é somente realizada mediante exportação dos Estados Unidos e autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.