Tiradentes

Com feriado, ônibus circulam com efetivo normal da frota

O esquema de comboio e acompanhamento da Polícia continuam e a operação não tem previsão para acabar

Terminal de Messejana com movimento tranquilo. ( Fabrício Paiva )
09:25 · 21.04.2017 / atualizado às 12:05
Baixa movimentação na Messejana e passageiros relatando que não encontraram dificuldades para chegar até os respectivos terminais. ( Fabrício Paiva )

Após dois dias de ataques a coletivos na Região Metropolitana de Fortaleza e outras cidades do Interior do Estado, a frota de ônibus na Capital cearense segue operando com o mesmo efetivo de um dia normal, apesar do feriado de Tiradentes nesta sexta-feira (21). A informação é do Sindiônibus.

Entretanto, o esquema de comboio e acompanhamento da Polícia Militar continuam e, segundo o Sindiônibus, a operação não tem previsão para acabar e a ordem é que nenhum carro seja recolhido.

Nossa equipe de reportagem circulou por algumas vias e nos terminais do Papicu e Messejana e, em ambos os locais, situações semelhantes: baixa movimentação e passageiros relatando que não encontraram dificuldades para chegar até os respectivos terminais. Há reforço da Polícia Militar e Guarda Municipal, internamente, e escolta para algumas linhas.

Plano

De acordo com o Sindiônibus, a operação começou às 17h da última quinta-feira (20). Linhas de várias rotas que andam em áreas próximas foram agrupadas em linhas coincidentes para que fosse feito o comboio e acompanhamento das viaturas da Polícia Militar. No Terminal do Papicu, no entanto, a medida foi colocada em prática um pouco antes das 18h.

Na última quinta (20) o sindicato informou em nota que esteve reunido com a Segurança Pública do Estado e com a Prefeitura de Fortaleza para elaborar um plano para garantir a normalidade do serviço de transporte coletivo. No primeiro dia de ataques, o fluxo de passageiros despencou pelo menos 50%, conforme o Sindiônibus.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.