IMUNIZAÇÃO

Busca por vacina contra influenza lota postos de Fortaleza

Em menos de duas horas de atendimento, já foram aplicadas 300 doses da vacina no posto de saúde Irmã Hercília Aragão, no São João do Tauape. No Centro, fila se estende até o lado de fora de unidade

11:10 · 28.04.2018 / atualizado às 12:37
Posto de Saúde
Pessoas do grupo prioritário lotaram a unidade de saúde na manhã deste sábado (28)
Vacina contra influenza
A procura pela vacina fez fila se estender até o lado de fora do Posto de saúde Paulo Marcelo Martins Rodrigues, no Centro

A procura pela vacina contra o vírus influenza lotou postos de saúde de Fortaleza neste sábado (28).

Desde o início da manhã, pessoas formam filas à espera da imunização no Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão, no bairro São João do Tauape. Na unidade de saúde, uma das sete a funcionar normalmente neste fim de semana, há cinco salas de imunização disponíveis para os pacientes dos grupos prioritários.

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), provocada pelo vírus influenza H1N1, já causou pelo menos 11 óbitos no Ceará, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa-CE), nessa sexta-feira (27). 

LEIA MAIS: Casos de H1N1 no CE mais que triplicam: 76 são confirmados

Em menos de duas horas de atendimento no Irmã Hercília Aragão, já foram aplicadas 300 doses da vacina. Às 10h, mais 2.200 vacinas chegaram ao posto; de acordo com a coordenadora da unidade, Eli Sousa, a média de aplicações é de 1600 vacinas por dia.

Aguardando atendimento, a aposentada Maria Estela Almeida dos Santos, 70, diz que sempre participa das campanhas de vacinação. “E estou adorando o atendimento; está tudo bem organizado”, elogiou.

Incluída no grupo prioritário, a médica Andreia Freitas, 31 anos, também aproveitou o dia para levar a filha Maria, de 1 ano e oito meses, para tomar a vacina. "Por enquanto está tudo tranquilo. Eu já me vacinei ontem pelo risco de ser profissional de saúde e ter contato todo dia com paciente em emergência. Tenho medo de pegar alguma coisa e passar para ela (filha)".
 
Centro 
 
Lotado como de costume, o posto de saúde Paulo Marcelo Martins Rodrigues, no Centro, concentra uma grande quantidade de pessoas. Na semana passada, as filas do lado de fora do local estavam um pouco maiores, mas, ainda assim, os pacientes do grupo prioritário formam fila até o lado de fora do prédio da unidade de saúde. No equipamento, os pacientes se dividem entre as quatro salas disponíveis para vacinação.
 
Dentro do posto, o clima é tranquilo e organizado e poucas pessoas aguardam do lado de fora das salas. 
 
Lourenço Silva, 31, supervisor de tráfego, levou o filho à unidade do Centro e enfrentou pelo menos duas horas de espera. "Hoje, só vou poder vacinar meu filho de oito meses. Já a minha filha de sete anos vou ter que pagar porque infelizmente a Prefeitura não está liberando", critica.
 
Trânsito complicado
 
Nas imediações dos postos de saúde visitados pela reportagem do Diário do Nordeste o trânsito se mantém complicado. Além da grande quantidade de carros estacionados nos entornos, o fluxo de veículos é frequente.
 
Sem correria 
 
Neste segundo final de semana seguido de vacinação, a lotação nos postos demonstra o medo da população em contrair o vírus da influenza. Apesar do temor, a coordenadora de imunização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Vanessa Soldatelli, ressalta que o medicamento chega de forma fracionada e, por isso, pede calma ao fortalezense.
 
"A procura (pela vacina) está sendo enorme, mas a gente pede às pessoas que não corram para os postos neste momento porque uma das medidas de prevenção é evitar locais aglomerados. As vacinas estão vindo em quantidades pequenas, são liberadas por lotes, mas todos que são alvo da campanha vão receber a vacina até 1º de junho", garante.
 
Segundo ela, quem já tomou a vacina estará protegido daqui a uma ou duas semanas. O que vai repercutir, consequentemente, na diminuição dos casos. "A gente já chegou aproximadamente a 50% da nossa meta e logo vamos interromper a cadeia de transmissão da doença".
 
Na próxima terça-feira (1º), feriado do Dia do Trabalho, nenhum posto da Capital vai funcionar.   
 
 
Confira lista dos postos que abrem neste fim de semana em Fortaleza:
 
- Posto de Saúde Carlos Ribeiro: Rua Jacinto Matos, 944 – Jacarecanga
- Posto de Saúde Paulo Marcelo: Rua 25 de Março, 607 – Centro
- Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão: Rua Frei Vidal, 1821 – São João do Tauape
- Posto de Saúde Anastácio Magalhães: Rua Delmiro de Farias, 1679 – Rodolfo Teófilo
- Posto de Saúde Luís Costa: Rua Marechal Deodoro, 1501 – Benfica
- Posto de Saúde José Paracampos: Rua Alfredo Mamede, 250 – Mondubim
- Posto de Saúde de Messejana: Rua Coronel Guilherme Alencar, s/n - Messejana

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.