alta médica

Bebê vítima de erro de medicação na UPA volta para casa

Recuperado, ele continuará recebendo acompanhamento hospitalar e será submetido ao aerosol, mas em casa

21:06 · 13.09.2017 / atualizado às 21:15
Image-0-Artigo-2291774-1
Segundo a Secretaria de Saúde, uma sindicância será instaurada na UPA do José Walter para apurar os fatores que levaram a esta situação

O bebê Kaleb Rodrigues Martins, vítima de erro de medicação no dia 1º de setembro na UPA do bairro José Walter, em Fortaleza, recebeu alta médica na tarde desta quarta-feira (13) e já está em casa.

Com apenas um pouco mais de um mês e meio de vida, segundo a família, Kaleb teve uma parada cardiorrespiratória após receber medicação na veia, quando ela devia ter sido por via respiratória. Ele foi encaminhado para o Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), onde ficou no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

Recuperado, ele continuará recebendo acompanhamento hospitalar e será submetido ao aerosol, mas em casa. De acordo com Evilene Rodrigues, mãe do bebê, a família não pretende, de imediato, buscar ação judicial para reparar os danos, apenas cuidar de Kaleb. “Estamos todos felizes [familiares] com o retorno, agora queremos só ficar com ele”, comentou a mãe.

Evilene revelou ainda que os exames finais não indicaram sequelas causadas pelo erro na medicação.

Investigações

A sindicância instaurada pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) para investigar o caso do bebê Kaleb Rodrigues Martins, que ficou em estado grave após receber dosagem de medicamento acima do indicado, deve durar até 20 dias.

A informação foi divulgada pelo diretor de Processos Assistenciais em exercício das UPAs de Fortaleza, Tarcylio Esdras. “A gente vai entrevistar os envolvidos e tentar entender o que aconteceu. Só então poderemos tomar as medidas devidas”, explicou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.