Rede pública

Apenas 15% dos estudantes cearenses do 9º ano aprenderam o adequado de matemática

Segundo dados da Prova Brasil 2015, organizados e divulgados pela plataforma QEdu nesta segunda-feira, alguns municípios do Estado têm apenas 2% da aprendizagem recomendada para a disciplina

18:00 · 20.03.2017 / atualizado às 18:08
educacao
No 5º ano, nenhum município do Estado ficou abaixo de 25% no conhecimento de português. Além disso, 33 cidades registraram resultados acima de 70%. Nesta disciplina, o melhor desempenho veio de Sobral (96%) e Pires (94%) ( Luiz Queiroz )

Aplicado a diretores, alunos e professores do 5º e do 9º ano do ensino fundamental de todo o País, o questionário da Prova Brasil 2015 foi organizado e divulgado pela plataforma QEdu nesta segunda-feira (20), quando alguns dados regionais foram mais aprofundados. No Ceará, por exemplo, foi constatado que apenas 15% dos estudantes do 9º ano da rede pública de ensino aprenderam o adequado de matemática na competência de resolução de problemas. 

Conforme o levantamento, dos 81.521 estudantes cearenses matriculados no 9º ano em 2015, apenas 12.623 apresentaram conhecimentos adequados em matemática, o que mostra que "ainda é preciso avançar" para buscar o "ensino adequado", no Estado, informa o QEdu. Apesar da baixa porcentagem de alunos com conhecimentos adequados na disciplina, o Ceará ainda ficou acima da média nacional, que foi de apenas 14% do total.

No que diz respeito ao conhecimento em português, os alunos do 9º ano no Estado registraram um desempenho um pouco melhor, com 26.703 dos 81.521 estudantes aprendendo o adequado em leitura e interpretação de texto (33% do total). Nesta modalidade, o Ceará também ficou acima da média nacional, que foi de 30%.

5º ano do ensino fundamental

De uma maneira geral, o desempenho dos estudantes cearenses do 5º ano do ensino fundamental foi melhor do que os matriculados no 9º ano, informou o QEdu. Isso porque, na disciplina de português, mais da metade (57%) dos alunos obtiveram resultados adequados na avaliação, próximo à meta estabelecida pelo govero federal para 2022, que é de, pelo menos, 70% do total.

Na disciplina de matemática, porém, os alunos do 5º ano registraram resultado um pouco abaixo, com apenas 33.168 dos 79.051 matriculados demonstrando conhecimento adequado na disciplina, ou seja, 42% do total. O resultado, apesar de não englobar nem metade dos estudantes cearenses naquela série, ainda ficou acima da média nacional, de 39%.

Resultados por município

Entre os municípios cearenses, alguns chamaram a atenção negativamente pelo pífio grau de aprendizado registrado no ensino fundamental. Na cidade de Jati, por exemplo, apenas 2% dos alunos matriculados no 9º ano apresentaram conhecimento adequado em matemática. Outros dois municípios do Estado (Guaiúba e Ibaretama) também registraram resultados péssimos para a disciplina, de apenas 3% do total.

Ao todo, 36 municípios cearenses apresentaram situação de emergência no ensino da matemática para o 9º ano da rede pública, o que significa que essas cidades estão com menos de 10% dos alunos no nível adequado de conhecimento para aquela série. O melhor resultado do Estado foi constatado em Jijoca de Jericoacoara, onde 71% estavam no nível recomendado para aquela disciplina.

Em português, apenas um município do Ceará ficou abaixo do índice de 10% no 9º ano, já que a cidade de Baixio apresentou desempenho de 6%. Nesta disciplina, os melhores resultados vieram de Jijoca de Jericoacoara (68%) e Sobral (61%).

No 5º ano, nenhum município do Estado ficou abaixo de 25% no conhecimento de português. Além disso, 33 cidades registraram resultados acima de 70%, o que é considerado "muito bom" pelo QEdu. Nesta disciplina, o melhor desempenho veio de Sobral (96%) e Pires (94%). Em matemática, o destaque absoluto foi o município de Pires, com 100% dos alunos apresentando conhecimento adequado da disciplina.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.