Na Praça Luiza Távora

Adoção é debatida durante piquenique

A partir das 15h, evento promove entre as ações plantão tira-dúvidas, roda de conversa, contação de história, número teatral e pocket show com Mell Matos

10:43 · 27.05.2018 / atualizado às 10:50 por Redação Diário do Nordeste
acalanto
Durante o evento na Praça Luiza Távora acontecerá entrega de 95 balões e o plantio de 535 corações ( Divulgação )

A partir das 15h, na Praça Luiza Távora, a Acalanto Fortaleza e a Rede Adotiva realizam uma tarde de atividades relacionadas à infância e de esclarecimentos sobre a adoção em comemoração ao Dia Nacional da Adoção. Entre elas as ações estão plantão tira-dúvidas, roda de conversa, contação de história, número teatral e pocket show com Mell Matos

Além das discussões sobre o tema, acontecerrá a entrega de 95 balões, correspondente ao número de crianças e adolescentes disponíveis para adoção em Fortaleza, e o plantio de 535 corações, números de menores acolhidos na Capital.

"A gente está celebrando neste mês esta pauta de luta com uma série de atividades que culminam hoje. Pela manhã já tivemos um bate-papo sobre tipos de adoção na Assembleia e agora à tarde atividades para sociedade civil", informa o vice-presidente da Acalanto, Lucineudo Machado. 

O vice-presidente destaca, ainda, que há uma discussão corrente e o maior gargalo sobre o tema está na demora da adoção, justificada pelos órgãos competentes pelo perfil dos pretendentes em querem crianças mais nova. O que já foi observado por pesquisas que tem mudado. "Queremos o aumento do efetivo e a celeridade no processo de destituição do poder familiar dentro do desposto na lei. Em síntese, queremos que a lei seja cumprida", pontua Machado.

Números 
 
De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) 1.261 crianças e adolescentes estão vivendo em acolhimento no Ceará. Desses apenas 266 estão inclusos no Cadastro Nacional de Adoção (CNA), que existe há dez anos. Na outra ponta, são 665 pretendentes aguardando o tempo de serem pais.  
 
Apesar de um crescente nos números de adoções no Estado, saindo de 34 adoções, em 2015, para 54, no ano passado, há  ainda a urgência pelo cumprimento dos prazos estabelecidos por lei para inserção no cadastro nacional de adotantes, pelos processos de destituição de poder familiar correr no tempo e para que a crianças não ultrapassem sua vivência em instituições de acolhimento por mais de 2 anos, limite estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
 
Programação 

Piquenique - levem seus lanchinhos para compartilhar com família e amigos. 

Plantão tira-dúvidas - Atendimento individual sobre as dúvidas sobre o processo de adoção. 

Contação de História com Marcos Melo Maracatu - Histórias que mostram a realidade da adoção de uma forma lúdica será contada para as crianças. 

Roda de Conversa sobre adoção - Conversa com famílias adotivas, psicólogos , assistentes sociais e integrantes do Ministério Público 

Pocket Show com Mel Mattos - a cantora se apresenta no formato voz e violão. 

Teatro - Esquete teatral “Encontramos o Amor”, com Roberto, Cláudio e Vitória, família que se formou pela adoção. 

 

Serviço: 

Dia Nacional da Adoção - Piquenique da Adoção 

Data: 27 de maio de 2018, a partir das 15h 

Local: Praça Luiza Távora 

Informações: (85) 98854.6476/ 98900.1390/ 98663.9195 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.