30 manifestantes são detidos antes de protesto em Fortaleza - Cidade - Diário do Nordeste

30 manifestantes são detidos antes de protesto em Fortaleza

00h00 | 07.09.2013

Atualizada às 14h10.

30 pessoas foram detidas na manhã deste sábado (7), entre as proximidades do Centro Cultural Dragão do Mar e a Avenida Beira-Mar, onde aconteceu o desfile militar do feriado de 7 de setembro, segundo o comandante da operação de segurança de Fortaleza, Túlio Studart. A maioria pretendia participar do protesto marcado também para a manhã, mas que teve pouca adesão.

Grupo foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente. Foto: José Leomar

Segundo o Comando de Policiamento da Capital (CPC), os manifestantes portavam máscaras, pedras, bolas de gude, estilingues, rojões e artefatos, inclusive com pregos, que foram retidos na delegacia para encaminhamento à Justiça. Nenhum portava documento de identificação.

Parte dos detidos foi encaminhada para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). Segundo o delegado Luis Carlos Mendes de Brito informou que 5 eram menores de idade e serão entregues aos pais após o registro do Boletim de Ocorrência. Os outros foram levados à Delegacia de Roubos e Furtos.

Segundo Studart, todos manifestantes já foram identificados e liberados. Um efetivo de 900 PMs está distribuído nos possíveis locais de manifestações, como no Dragão do Mar, na Assembleia Legislativa, no Palácio de Iracema e na Praça da Abolição.

"Estamos aqui para dar segurança a todos, principalmente aos manifestantes e às pessoas que irão sair às ruas pacificamente. Elas estão exercendo o seu direito à cidadania", disse o comandante.

A Polícia informou ainda que está agindo preventivamente para evitar atos de vandalismo. Nesta sexta (6) a Justiça do Ceará autorizou as polícias civil e militar a solicitar que manifestantes se identifiquem e retirem máscaras e pinturas que não permitam a visualização dos rostos. A decisão também obriga os agentes a terem os nomes identificados em suas fardas, crachás ou coletes, além de estarem devidamente caracterizados como policiais civis e militares.

Prefeito e Governador não participam de desfile cívico

O governador Cid Gomes e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, não foram assistir ao desfile na Av. Beira-Mar na manhã deste sábado (7). Na estrutura montada para as autoridades, o vice-governador Domingo Filho representou o Governo do Estado. Nenhum representante da Prefeitura foi enviado ao local.

O desfile não registrou grandes protestos. Apenas um grupo de agentes de federais se reuniu no local para pedir o fim da corrupção na Polícia Federal. O ato foi pacífico.

No Rio de Janeiro, manifestantes são presos em confronto com a Polícia

Manifestantes entraram em confronto com a Polícia no Rio de Janeiro, perto da Avenida Presidente Vargas. Eles foram contidos pela tropa de choque da Polícia Militar com gás lacrimogêneo. Um bloqueio os impede de ter acesso à avenida onde ocorreu o desfile.

Em Brasília, o desfile de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios ocorreu sem problemas. Entretanto, houve confronto da polícia com integrantes do grupo "Black Blocs", que depredaram prédios e tentaram invadir a sede da emissora da TV Globo, na capital dp País.

Em São Paulo, aproximadamente 18 mil pessoas assistiram ao desfile militar do 7 de Setembro, no Sambódromo do Anhembi, zona norte. Não houve registro de incidentes. Participaram do espetáculo quase 8 mil civis e militares.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999