empossada

Nova diretoria assume gestão da Acert até 2020

Atualizada, entidade tem como meta dar suporte a 197 emissoras de rádio e TV em todo o Estado do Ceará

O novo presidente da Acert, Paulo César Norões, foi empossado pela vice-presidente Carmen Lúcia Dummar Azulai, que comandou a entidade nos últimos quatro anos. A solenidade foi prestigiada por diversas autoridades ( Foto: Helene Santos )
01:00 · 19.05.2018

A nova gestão da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão do Ceará (Acert), que guia as atividades no biênio 2018/2020, tomou posse na noite dessa sexta-feira (18), em solenidade no Auditório Waldyr Diogo, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). A presidência da entidade foi assumida pelo jornalista Paulo César Norões, diretor de Relações Institucionais dos Sistema Verdes Mares e colunista político do jornal Diário do Nordeste.

A atual diretoria da Acert foi eleita no dia 8 de janeiro e conta ainda com os vice-presidentes Carmen Lúcia Dummar Azulai, Cyro José Franklin Thomaz e Francisco Roberto Moreira de Oliveira. Eles representarão 197 emissoras no Estado do Ceará, sendo rádios - 25 em Fortaleza e 161 no Interior - e 11 de TV - sete na Capital e quatro do Interior.

A solenidade de posse foi prestigiada por autoridades como o diretor-geral da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), Cristiano Reis Lobato; o chefe de gabinete do Governo do Estado, Élcio Batista; o ex-governador Cid Gomes; o deputado federal e ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo, e o vice-presidente da Fiec, Alexandre Pereira.

Com a posse, Norões sucede Carmen Lúcia Dummar Azulai que, por sua vez, havia sido sucessora do jornalista Edilmar Norões, presidente da entidade por seis mandatos e pai de Paulo César. “Isso aumenta a responsabilidade. Não deixa de ser uma honra sucedê-lo num cargo que ele ocupou por 12 anos”, declara o jornalista de 53 anos, que cresceu em meio à radiodifusão e começou a trabalhar na Rádio Verdes Mares aos 17. 

Ele também foi repórter esportivo, chefe de redação da TV Verdes Mares, comentarista de futebol e chefe de Esporte da TV Verdes Mares.

Dentre as pautas da nova diretoria, está o prosseguimento da migração das rádios AM para FM. “Vamos lutar junto à Abert e ao Ministério das Comunicações para agilizar a migração em Fortaleza, que depende da faixa estendida. Também queremos dar suporte técnico e jurídico às nossas emissoras, especialmente às do Interior, que estão mais distantes e desassistidas”, detalha.

Embora tenha de enfrentar desafios que as novas tecnologias impõem, segundo o presidente empossado, o setor vivencia vitórias recentes, como a flexibilização do horário de veiculação do programa “A Voz do Brasil” e a regulamentação das funções de radialista.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.