Praias no Carnaval

Metade do litoral da Capital é própria para banho no feriado

De acordo com o boletim semanal de balneabilidade, a zona leste do litoral é a mais adequada para banho

01:00 · 10.02.2018

Para intercalar a diversão dos blocos e da programação cultural do Carnaval, as praias do entorno de Fortaleza são uma boa opção. Destas, 15 estão próprias para banho.

Toda a Praia do Futuro está adequada para receber os banhistas, exceto o trecho entre o Posto 6 do Corpo de Bombeiros e a Praça da Paz Dom Helder Câmara, antiga 31 de Março, conforme consta no boletim semanal de balneabilidade divulgado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

> Rodoviária deve ter fluxo de 120 mil passageiros no Carnaval

De todas as áreas do litoral, a zona leste é a mais apropriada para a prática de esportes e atividades de lazer, tendo oito de seus onze trechos aprovados.

Na Região Metropolitana de Fortaleza, dezoito praias são monitoradas pela Semace, incluindo o litoral localizado entre as praias do Cofeco, em Fortaleza, e da Barra Nova, em Cascavel, a leste, e entre as praias do Icaraí, em Caucaia, e de Mundaú, no Trairi, a oeste. Foi analisada, também, a condição de banho de dezesseis pontos de praias localizadas além da Região Metropolitana. Destes, quinze estão próprios para banho. A amostra colhida na praia de Arpoeiras, no Litoral oeste, apresentou condição imprópria. Na praia do Preá, não foi feita a coleta de amostra devido à falta de condições da maré.

Os padrões da Seuma indicam que um trecho é considerado próprio para banho quando "em 80% ou mais de um conjunto de amostras obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, colhidas no mesmo local, houver no máximo 1.000 coliformes termotolerantes por 100 mL da amostra".

É classificada como imprópria a praia onde "o valor obtido na última amostragem for superior a 2.500 coliformes termotolerantes por 100 mL da amostra, ou quando existirem elementos que possam pôr em risco à saúde do banhista, como a presença de resíduos sólidos ou animais no entorno da área de banho".

Precauções

Com o objetivo de garantir a diversão dos foliões e evitar o risco de afogamento no litoral durante o Carnaval, o Corpo de Bombeiros Militar empregará 602 homens para realizar atendimentos diariamente, sendo quase a metade dedicada exclusivamente ao serviço de guarda-vidas.

Os agentes atuarão em duplas, distribuídos entre 115 postos em 47 municípios do Estado. Também serão disponibilizados onze botes e duas motos aquáticas. Seis equipes de mergulho estarão de plantão para conduzir buscas em caso de desaparecimento de pessoas na água.

Quanto às precauções a serem tomadas por banhistas, a capitã Juliane Freire, do Corpo de Bombeiros, destacou algumas dicas. "Aconselhamos que as pessoas deem preferência ao locais onde há guarda-vidas. Eles trabalham de 9 às 17h, e também podem recomendar os pontos mais seguros para banho", diz. A oficial ressalta que é perigoso consumir bebidas alcoólicas ou fazer uso de entorpecentes e, em seguida, entrar no mar, uma vez que tais substâncias diminuem os reflexos do corpo. "Quando a água do mar atinge a altura do abdômen, é recomendado recuar até uma parte mais rasa", afirma Juliane Freire. Banhos à noite devem ser evitados, uma vez que guarda-vidas não atuam nesse horário e a baixa visibilidade prejudica a noção de espaço do banhista.

Segundo a assessoria de comunicação da Guarda Municipal, além dos efetivos ordinários, um total de doze guarda-vidas estarão de plantão nas áreas da Praia de Iracema, Náutico e Aterrinho da Praia de Iracema. Outros seis agentes atuarão na cobertura da Barra do Ceará.

Riscos-no-mar

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.