Pólio e Sarampo

Médicos alertam para a gravidade das doenças

Ao todo, 20 postos de saúde e três shoppings de Fortaleza vacinam, neste sábado (1º), para atingir a meta

01:00 · 01.09.2018 / atualizado às 10:40
Image-0-Artigo-2447688-1
O esquema de vacinação garante a imunidade e a campanha foi estendida até hoje porque a meta não foi atingida, motivo de preocupação dos médicos, diante da gravidade de ambas as doenças, que podem evoluir para a morte ( Foto: Fabiane de Paula )

O fim da campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo deveria ter sido ontem (31), mas, por orientação do Ministério da Saúde, todos os estados devem continuar vacinando neste sábado (1º). Em Fortaleza, os médicos infectologistas e pediatras apelam e reiteram o quão graves são as duas doenças. Até a tarde de ontem, a Capital não conseguiu cumprir sua meta, em mais de 138 mil crianças.

Conforme a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), 94.098 doses foram aplicadas para sarampo (68,3%), enquanto que, para pólio, foram 93.200 (67,38%). Sendo assim, faltam, em média, 44 mil. Em Fortaleza, 20 postos de saúde em todas as regionais e três shoppings vacinam neste sábado (1º).

O dado preocupa, levando em conta que as doenças podem levar à morte e o modo de prevenção é a vacina. Segundo a coordenadora de Políticas de Saúde da SMS, Anamaria Cavalcante, a vacinação deve continuar na próxima semana, até bater a meta esperada.

O sarampo e a pólio são doenças virais e transmissíveis. Para a primeira, a vacinação consiste em duas doses, com intervalo de três meses, quando a criança faz um ano. Já a segunda, exige para proteção cinco doses na vida. Três no primeiro ano (dois, quatro e seis meses) e dois reforços entre um e cinco anos.

No caso da pólio, o vírus leva à perda de massa muscular e, consequentemente, à paralisia permanente do corpo. Segundo o infectologista pediátrico Robério Leite, a doença pode evoluir sem complicações, mas a paralisia não é incomum. "Só as pessoas que tiveram a pólio sabem. Essas sequelas aumentam ao longo da vida. Já na idade adulta, os portadores enfrentam a limitação funcional dos membros, fora o problema da locomoção", informa. Quando a paralisia é do sistema respiratório, a morte é inevitável.

Já o sarampo, que acomete as vias respiratórias, pode levar à morte por infecção, desidratação grave e pneumonia. A doença pode causar, ainda, a perda da visão. "Ambas as doenças são de transmissão muito fácil. Então é necessário que a cobertura vacinal seja acima de 95% porque, eventualmente, quem não toma a vacina, pode completar a cadeia de transmissão", revela o infectologista. Segundo ele, apesar de não termos casos recentes de pólio, ela e o sarampo são preocupantes devido ao risco de importação, tanto de fortalezenses viajando e trazendo a doença de fora, como de turistas.

De acordo com o Ministério de Saúde, atualmente, o Brasil enfrenta dois surtos de sarampo relacionados à importação por meio de pessoas vindas da Venezuela: no Amazonas, que já computa 1.211 casos, e 6.905 em investigação; e em Roraima, com o registro de 300 casos, sendo que 70 continuam em investigação. Até o momento, no Brasil, foram confirmados sete mortes por sarampo, sendo quatro em Roraima e três no Amazonas. Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2), Pernambuco (2) e Pará (2).

O Vírus da poliomielite é outro que ameaça voltar a atacar as crianças brasileiras, causando a paralisia infantil. O Ministério de Saúde já destacou 312 municípios brasileiros que estão sob ameaça de surto da doença, entre eles Maranhão e Bahia.

arte

Postos

Confira a relação dos postos de saúde que estarão realizando vacinação neste sábado (1º).
 
CARLOS RIBEIRO
Rua Jacinto Matos, 944 - Jacarecanga 3452.6375/ 6376 
 
AIRTON MONTE 
Rua Alberto oliveira, s/n – Jardim Iracema 3433-8629
 
FLORESTA 
Rua Tenente José Bezerra, 251 – Álvaro Weyne 3433-6657 
 
FLÁVIO MARCÍLIO
Av Abolição, 416 - Mucuripe 3433-2737 
 
PAULO MARCELO Rua 25 de Março, 607 - Centro 3105-1455 
 
MEIRELES 
Av Antônio Justa, 3113 - Meireles 3101-1442/1446
 
PÁTIO DOM LUIS
Av Dom Luís, 1200 - Aldeota (Ao lado das Americanas) 13h às 17h horas
 
ANASTÁCIO MAGALHÃES
Rua Delmiro de Farias, 1679 – Rodolfo Teófilo 3433-2561 
 
METON DE ALENCAR
Rua Perdigão Sampaio, 820 – Antônio Bezerra 3488.3271 
 
HERMÍNIA LEITÃO 
Rua Gal. João Couto, 470 – Quintino Cunha 3433-9741 
 
CESAR CALS
Rua: Cel. Matos Dourado, S/N – Pici 3488.3251
 
PEREIRA DE ALMEIDA 
Rua Paraguai n/s com Rua Chile, S/N – Bela Vista 3433.2890 
 
SOBREIRA DE AMORIM
Rua Des. Luís Paulino, 109 – Henrique Jorge 3488-1271 
 
VALDEVINO DE CARVALHO 
Rua Guará, s/n - Itaoca 3131-7338 
 
LUÍS COSTA 
Rua Marechal Deodoro, 1501 - Benfica 3131-7677 
 
SHOPPING BENFICA 
Av Carapinima. 2200 - Benfica (Ao lado do cinema 10 às 16 horas)
 
SHOPPING PARANGABA 
Rua Germano Franck, 300 - Parangaba (Ao lado da C&A 10 às 16 horas)
 
ARGEU HERBSTER 
Rua Geraldo Barbosa, 1095 – Bom Jardim 34989134 
 
PEDRO CELESTINO 
Rua Gastão Justa, 215 - Mondubim 3433-4915 
 
JOSÉ GALBA DE ARAÚJO 
Av Senador Fernandes Távora, 3161 - Genibau 3452-6753 
 
MESSEJANA 
Rua Cel. Guilherme de Alencar, S/N – Messejana - atrás da Regional VI 3474.2637
 
WALDO PESSOA 
Rua Capitão Hugo bezerra, 75 - Barroso

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.