PREVENÇÃO

Mais de 611 mil foram vacinados contra H1N1 no Ceará

Em Fortaleza, a procura pela imunização nos postos de saúde continuou intensa nessa segunda-feira (7)

No Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão, no São João do Tauapé, o atendimento ocorria sem demora, apesar da grande movimentação no local ( Foto: Reinaldo Jorge )
01:00 · 08.05.2018 por Renato Bezerra - Repórter

As 520 mil doses da vacina contra a Influenza, incluindo o vírus H1N1, recebidas pelo Estado no último sábado (5) devem garantir o atendimento nas unidades de saúde durante esta semana. Até o próximo sábado (12), quando ocorre o dia D da Campanha, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) receberá o 5º lote da vacina. Em todo o Ceará, até às 21 h de ontem, foram imunizadas 611.788 pessoas, o que corresponde a 34,10% do público alvo, de acordo com o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (Datasus).

Em Fortaleza, a procura pela imunização continuou intensa nessa segunda-feira (7). O posto de saúde Paulo Marcelo, no Centro da cidade, aplicou cerca de 3.200 doses durante o último fim de semana e, de acordo com o coordenador da unidade, Tiago Costa, recebeu mais 900 doses ontem. No fim da tarde, longas filas ainda se formavam nas três salas de imunização, sendo a maioria de idosos. "Esse posto tem uma demanda de atendimento muito grande, uma média de 1.300 a 1.400 atendimentos por dia", ressalta Tiago.

No Irmã Hercília Aragão, no bairro São João do Tauapé, o atendimento ocorria sem longas demoras, apesar da grande movimentação de pessoas no local. A aposentada Maria Carmelha Pinheiro, 67, buscou a unidade pela primeira vez neste ano. "Meu esposo tinha tentado na sexta-feira mas não conseguiu, mas hoje nós dois tomamos. Desde que as campanhas anuais iniciaram que eu tomo a vacina e nunca mais gripei", afirma.

Já a dona de casa Lucineire Gomes, 73, levou a neta de 3 anos e ambas saíram imunizadas do lugar. "O atendimento foi super rápido e tranquilo, não esperamos quase nada". Ao todo, 3.207 pessoas foram vacinadas na unidade de saúde, no último fim de semana.

Balanço

Ainda de acordo com o Datasus, o município de Fortaleza imunizou 241.166 pessoas, o que corresponde a 41,02% de seu público alvo. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), no entanto, deve divulgar um balanço atualizado ainda hoje.

Vale lembrar que a imunização acontece apenas para o grupo prioritário, formado por idosos; crianças de seis meses a menores de cinco anos; trabalhadores da saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto) - incluindo adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos em medidas socioeducativas; além de funcionários do sistema prisional. Portadores de doenças crônicas não transmissíveis também devem se vacinar.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza prossegue até o dia 1º de junho e a meta para o Ceará é de imunizar 2,28 milhões de pessoas. Em todos os anos, entre 1999 e 2017, o Estado alcançou a meta.

Casos

O Ceará tem contabilizado, até o momento, 21 mortes decorrentes de complicações do vírus H1N1, conforme o último Boletim Epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), divulgado pela Sesa na semana passada. Em uma semana, o número de casos confirmados subiu de 76 para 99.

Embora similares a de uma gripe comum, os sintomas da H1N1 podem evoluir para falta de ar e insuficiência respiratória seguida de morte. Entre as medidas de prevenção, é preciso se alimentar corretamente, lavar as mãos com água e sabão de maneira frequente, evitar contato com pessoas que tenham febre ou tosse, não compartilhar utensílios como copos, toalhas, alimentos ou demais objetos de uso pessoal com pessoas que estejam com o vírus.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.