AVENIDA LESTE-OESTE

Limite de velocidade de 50 Km/h ainda não gera multa

01:00 · 10.08.2018
Image-0-Artigo-2438151-1
A AMC realizou um levantamento em que aponta que mais de 95% dos veículos que trafegam pela Av. Leste-Oeste já se adequaram à norma ( FOTO: THIAGO GADELHA )

Os motoristas que trafegam pela Avenida Presidente Castelo Branco, popularmente conhecida como "Leste-Oeste", continuam sob o "período educativo" estabelecido pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) de Fortaleza, desde o dia 8 de fevereiro deste ano. A medida busca adaptar os condutores ao limite de velocidade do local 50 km/h, e o período continua sem data para conclusão.

Os motoristas que dirigem a 60km/h (antigo limite) na Avenida ainda não estão sendo multados. As autuações permanecem apenas àqueles que ultrapassagem os 60km/h. No começo desse ano, a AMC divulgou que o período educativo seguiria até o dia 7 de agosto de 2018. Contudo, a nova data para fim do intervalo de adaptação será divulgada em breve.

O órgão destacou que o período educativo ainda não terminou pois, de acordo com análises prévias, a população tem colaborado com a implementação do novo limite. "A AMC está monitorando o comportamento dos motoristas e em breve vai anunciar o novo prazo. Até agora não há uma data definida. A AMC está mantendo justamente porque as pessoas estão respeitando", complementa a autarquia. A velocidade máxima já apresenta modificações no cotidiano da avenida que liga a Barra do Ceará ao Moura Brasil, próximo ao Centro Cultural Dragão do Mar.

De acordo com informações da AMC, o número de atropelamentos reduziu em 63% (de 11 em 2017 para quatro em 2018); enquanto os acidentes com vítimas cairam de 52 para 24 - representando uma diminuição de 54% das ocorrências, em comparação com 2017. O novo limite faz parte de um conjunto de intervenções viárias desenvolvidas para o local.

Sobreviver

A alteração foi adotada porque "conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), a redução da velocidade de 60 para 50 km/h aumenta em dez vezes a chance da pessoa atropelada de sobreviver", reforça a AMC. A Instituição realizou um levantamento em que aponta que mais de 95% dos veículos que trafegam pela Av. Leste-Oeste já se adequaram à norma; e apenas 2,5% do fluxo excede os 50 km/h permitidos na via.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.