AVENTURAS DO MAGO

Lançamento livro confirma magia de Harry Potter

22:07 · 10.11.2007
( )

Desde a última quinta-feira, ´´Harry Potter e as Relíquias da Morte´ está à venda nas lojas e livrarias Brasil


Lojas e livrarias anteciparam o início das vendas do sétimo e último livro no Brasil, previsto para às 00h01 de ontem, mas ainda assim a magia do Harry Potter prevaleceu. Na verdade, para os pottermaníacos ela nunca acabará. Prova disso é a programação organizada por eles para o lançamento de “Harry Potter e as Relíquias da Morte” em Fortaleza, inspirada na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, cenário principal das aventuras do mago, e no xadrez bruxo, palco de um dos duelos vividos por Harry, entre outras heranças deixada pelo bruxo mais famoso do mundo.

Como explica Daniel Pinheiro, do site Potterish, “os fãs cearenses mereciam um lançamento único e inesquecível, digno do último livro de Harry Potter”. E tiveram. Na noite de sexta para a sábado, na Siciliano da Estação Dominique, a programação começou por volta das 21 horas. Parte dela, entretanto, como a contagem regressiva, acabou sendo readaptada, já que os livros começaram a ser vendidos na noite da última quinta-feira.

Paulo Airton Damasceno, subgerente da Siciliano da Estação Dominique, explica: “Existia um acordo nacional com a Rocco (editora) para os livros serem vendidos apenas a partir da 00h01 do dia 10, mas na quinta-feira uma loja rompeu com esse acordo”.

O imprevisto, porém, não prejudicou a festa, que prosseguiu durante todo o dia de ontem, sábado, agora na Siciliano do Del Paseo, com direito a exibição dos filmes da série e fãs fantasiados.

Afinal, para pottermaníacos como a universitária Débora Reis, 24 anos, a magia não está presente apenas nos livros e filmes, mas também na vida real. Não é à toa que, com persistência, ela conseguiu ganhar um autógrafo da autora da saga do bruxo Harry Potter, a britânica J.K. Rowling. “Fui para a Inglaterra e aguardei oito horas no frio por ela”, conta. Na programação de lançamento, Débora estava fantasiada de Bellatrix, a assassinada do seu personagem preferido, Sirius Black.

Apesar da ansiedade pelo dia oficial do lançamento de “Harry Potter e as Relíquias da Morte” no Brasil, muitos fãs já haviam lido o desfecho final da série, através das traduções amadoras divulgadas na internet e da versão em inglês. O universitário André Luiz Persa, 18 anos, fez diferente. “Os outros livros li em inglês, antes do lançamento no Brasil. Mas esse é especial, não só por ser o último, mas por ser decisivo”.

PROTAGONISTAS

Fãs lamentam o fim da série do bruxinho

Kátia Estevães, 14 anos


Desde o lançamento do quarto filme, comecei a me interessar. Li todos os livros, assisti a todos os filmes e entrei no mundo do Harry Potter. Porque, nele, esquecemos da nossa realidade e vivemos a magia. Esse pode até ser o último livro, mas o Harry Potter para mim nunca vai acabar. Quero repassar as histórias dele para outras gerações.

Victor Viana, 16 anos

Harry Potter é tudo. Não dá para descrever. Eu, particularmente, gosto muito de fantasia, das coisas imaginárias. Li o sétimo em inglês, não agüentei esperar. Para mim, é o melhor de todos. O duelo final foi emocionante. Chorei de tanta emoção. E lembrar que não haverá uma nova edição também me dá vontade de chorar.

Emanuela França
Repórter

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.