Obras da Transposição

Integração garante mais de mil trabalhadores

Segundo a Pasta da Integração, os trabalhos seguem 24h, com revezamento permanente

Em janeiro deste ano, a segunda ponte sobre a BR-116 começou a ser construída, em Jati, no Ceará, mas o ritmo dos trabalhos era lento ( Foto: Antonio Rodrigues )
01:00 · 26.05.2018

O Ministério da Integração Nacional (MI) informou, oficialmente, nesta sexta-feira (25), que as águas do Rio São Francisco finalmente devem chegar ao Ceará no mês de agosto. Segundo o governo federal, os canteiros de obras do Eixo Norte da transposição funcionam 24h, com mais de 1.000 trabalhadores em campo, fazendo revezamento permanente; e que, até o fim de junho, o trecho 1N, de 140Km, terá efetivo de 3.000 profissionais, no pico máximo de produtividade.

Com 96% de conclusão, o Eixo Norte também finaliza a terceira estação de bombeamento (EBI-3), uma estrutura que irá impulsionar as águas a 90m de altura, o equivalente a um prédio de 30 andares, segundo comunicado da Integração. Também estão em fase de finalização as etapas 2N e 3N, que compreendem a trechos de 39Km e 81Km, respectivamente. A chamada Meta 2N começa no reservatório Jati, em Jati, e termina no reservatório Boi II, em Brejo Santo, no Ceará. A Meta 3N sai de Brejo Santo e chega ao reservatório Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras, na Paraíba.

"Assim como cumprimos a missão de levar água a Pernambuco e à Paraíba, suspendendo, inclusive, o racionamento em Campina Grande, faremos o mesmo com o Eixo Norte", afirmou o ministro Pádua Andrade, após reunião de acompanhamento das obras. Na última quarta-feira (23), as equipes dos eixos Norte e Leste do projeto se encontraram em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense.

A estimativa do governo federal é de que mais de 7 milhões de pessoas, em 223 municípios dos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte sejam beneficiadas apenas com o encerramento do Eixo Norte. O Ministério destaca que apenas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), são 4,5 milhões de habitantes.

Enquanto as águas do "Velho Chico" são aguardadas com expectativa no Ceará, 9,2 mil moradores do município de Terra Nova, em Pernambuco, são beneficiados desde fevereiro, quando foi acionada a segunda estação de bombeamento (EBI-2), em Cabrobó. Na cidade da estação, são mais 3 mil moradores e produtores de 17 comunidades rurais contemplados desde novembro de 2017.

Adiamentos

Os recentes prazos para o "desague" do Rio São Francisco no Ceará foram adiados. Em julho de 2017, o governador Camilo Santana chegou a afirmar que as águas chegariam em janeiro de 2018. O próprio ministro Hélder Barbalho, durante audiência pública no Senado, em agosto do ano passado, reforçou a mesma data: início de 2018. O atraso se deve, sobretudo, a paralisação de 13 meses, entre 2016 e 2017.

A Meta 1N vai da captação do São Francisco, em Cabrobó (PE), até o reservatório de Jati, em Jati (CE). A Meta 1N apresenta 92,47% de execução física. As obras passam por Cabrobó, Terra Nova (PE), Salgueiro (PE), Verdejante (PE) e Penaforte (CE), com extensão de 140Km.

A Meta 2N começa no reservatório Jati, no município de Jati (CE), e termina no reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE). A Meta 2N apresenta 99,5% de execução física. Este trecho passa pelos municípios de Jati, Brejo Santo e Mauriti, no Estado do Ceará, com extensão de 39 quilômetros.

Já a Meta 3N, estende-se do reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE), até o reservatório Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras (PB). A Meta 3N apresenta 98,40% de execução física. Este trecho passa pelos municípios de Brejo Santo (CE), Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB), São José de Piranhas (PB) e Cajazeiras (PB), numa extensão de 81 quilômetros.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.