concessões no ofício

INSS concede benefícios a dependentes químicos

01:00 · 27.06.2018

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concedeu, de janeiro a maio de 2018, 467 benefícios por incapacidade no estado do Ceará por motivo de dependência química, "um agrupamento de sintomas fisiológicos, comportamentais e cognitivos", de acordo com a Classificação Internacional de Doenças (CID-10), criada pela Organização Mundial da Saúde.

> 11,7 mil já procuraram ajuda por problemas com Drogas

O INSS avalia, através de exame da Perícia Médica, a quantidade de dias que o segurado (com vínculo empregatício, contribuinte individual ou trabalhador rural) precisa para se tratar e retomar as atividades. É analisado, então, em que a incapacidade impossibilita no ofício do segurado.

As concessões de benefícios temporários incluem auxílio-doença, e auxílios permanentes (aposentadoria por invalidez, benefício assistencial ao deficiente). Em 2017, foram 1.047 pedidos aceitos, numa média de 87,25 benefícios por mês contra 93,4 deste ano, num aumento de 7%.

De janeiro de 2017 a maio de 2018, foram 1.406 benefícios por auxílio doença previdenciário; 29 para aposentadoria por invalidez previdenciária; 75 por amparo social à pessoa portadora de deficiência e 4 para auxílio doença por acidente do trabalho. Neste um ano e meio, 139 benefícios estão relacionados a problemas com álcool, 76 a transtornos com a cocaína e 989 com múltiplas drogas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.