"Livro Aberto"

Incentivo à leitura é um diferencial

01:00 · 03.09.2018
voluntários
Os livros arrecadados por voluntários têm ajudado no incentivo ao processo de aquisição de conhecimento pela população carcerária do Estado do Ceará ( Foto: Natinho Rodrigues )

Como incentivo ao hábito da leitura, surgiu, para os detentos do Ceará, o projeto "Livro Aberto", da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). Eis a premissa: um livro lido, quatro dias a menos de pena, mediante uma resenha de cada um dos títulos, que deve ser aprovada com, no mínimo, um 6. Como auxílio ao projeto, o Grupo Cristão Mãos de Luz (GCML) lançou, neste mês de agosto, a 2ª Caravana Solidária Educação e Harmonia Social.

O presidente do GCML, Ricardo Figueiredo, vê como positivo o resultado da Caravana. "O número de livros arrecadados nesta edição foi o dobro do que esperávamos. Isso se deveu aos diversos pontos de coleta e vários parceiros", conta. A meta era arrecadar 4 mil livros, dobrando a quantidade da primeira Caravana, em 2017, quando foram arrecadados 2.028 livros.

> Detentos do Ceará terão  competências certificadas 

A segunda edição da Caravana chegou a quase 9 mil livros, com 226 caixas, 6.780 livros de Literatura, e 71 caixas com 2.130 livros didáticos. As edições serão destinadas às bibliotecas de unidades prisionais do Estado, bem como será fomentada a criação de mais espaços de leitura nestes locais.

O GCML reúne voluntários de diferentes segmentos sociais e religiosos (católicos, evangélicos e espíritas), visando fazer o bem junto às populações vulneráveis, como crianças, idosos, famílias sertanejas em vulnerabilidade, detentos, pacientes psiquiátricos e órgãos de proteção animal. Nos últimos 12 meses o GCML, em parceria com a Favet-Uece, realizou uma sequência de ações sociais bimestrais, as Caravanas Solidárias, que permitiram a arrecadação e distribuição de mais de 11 toneladas de alimentos, cerca de 9 mil livros, milhares de brinquedos e produtos de higiene pessoal, beneficiando cerca de 6 mil pessoas em situação de vulnerabilidade.

Desde 2016, o "Livro Aberto" emprestou 13.835 livros e 5.127 internos foram beneficiados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.