sul do estado

Governador visita obras do Cinturão das Águas

01:00 · 21.04.2018

Juazeiro do Norte. O governador Camilo Santana visitou as obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), na tarde dessa sexta-feira (20), nos municípios de Jati, Abaiara e Missão Velha. De helicóptero, o chefe do Executivo cearense sobrevoou o empreendimento que pretende garantir segurança hídrica e evitar um possível colapso hídrico no Estado. No entanto, ele não se mostrou preocupado com a substituição da empresa que irá tocar o Projeto de Integração do Rio São Francisco, mudança anunciada na última quarta-feira (18), pelo Ministério da Integração Nacional (MI).

O governador disse que vem acompanhado de perto as obras da PISF e que, na última quinta-feira (19), conversou por telefone com o ministro Pádua Andrade, que confirmou a contratação da quarta colocada no processo de licitação, a construtora Ferreira Guedes, para continuar a meta 1N, do Eixo Norte, que levará água do "Velho Chico" ao Ceará. "Não preocupa. Pelo contrário: a empresa que saiu estava muito lenta, praticamente reduzindo a velocidade. E não foi por falta de recursos, porque o dinheiro está lá previsto pelo Ministério".

Nova construtora

Camilo Santana fez questão de exaltar a nova construtora, que já trabalhou em outros trechos do PISF e também do CAC. "Uma empresa de boa estrutura. A partir da próxima semana, deve estar iniciando suas atividades e acredito que, com ela, vamos dar uma celeridade e garantir o mais rápido possível a conclusão da obra", projetou. A expectativa é que o Eixo Norte seja concluído até o fim deste ano.

Uma próxima visita nas obras da Transposição foi acordada, entre o ministro Pádua Andrade e Camilo Santana, para ser acontecer uma semana após a nova construtora se instalar nos municípios de Salgueiro (PE) e Penaforte (CE). "Eu defendi lá atrás que a obra fosse feita pelo Exército, de forma emergencial. Infelizmente, o governo tomou a decisão de licitar e sabemos que sempre que tem licitação pode ocorrer problemas, como já houve".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.