INFLUENZA H1NI

Fortaleza receberá mais 63 mil doses da vacina

Neste fim de semana, os sete postos de saúde centrais estarão imunizando os grupos vulneráveis à doença

Neste sábado (28), os sete postos que abrirão para vacinação começam o atendimento as 10h e terminam às 17h ( Foto: Fabiane de Paula )
01:00 · 27.04.2018

Fortaleza recebe, na noite de hoje, mais um lote da vacina contra a Influenza e o vírus H1N1, com 63 mil doses. Com isso, a imunização segue normalmente durante o fim de semana em sete postos de saúde da Capital e em todos os demais a partir da próxima segunda-feira (30). Com a alta demanda pela imunização, no entanto, o total deve ser suficiente para garantir o atendimento somente até a próxima quarta (2) ou quinta-feira (3), conforme estimativas da prefeitura, que já solicitou adiantamento do 3º lote ao Ministério da Saúde. As informações foram repassadas pelo próprio Prefeito Roberto Cláudio, em transmissão ao vivo no Facebook.

Finalizando o lote atual de 212 mil doses, que segundo o prefeito deve se esgotar por completo ainda hoje, o município garantirá a cobertura de 35% da população considerada público alvo, de um total de 630 mil imunizações esperadas até o término da campanha, no dia 1º de junho. Com o 3º lote esperado para chegar no início da próxima semana, o município tem a meta de imunizar 100% dos grupos vulneráveis no decorrer do mês de maio, conforme o prefeito.

Ainda segundo Roberto Cláudio, o estoque atual do Tamiflu - medicamento antirretroviral utilizado no tratamento da doença - é suficiente para cerca de 400 pacientes, e por isso a pasta solicitou o envio de mais 2 mil doses à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). "Estamos com o Ministério da Saúde na linha para envio de um novo estoque no começo da próxima semana e estamos nos preparando para eventualmente, se necessário, uma compra de emergência", disse.

Além disso, acrescenta o gestor, a prefeitura vem reservando leitos hospitalares para crianças e idosos que venham a ter o vírus, garantindo a eles o atendimento, se necessário. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), contudo, não informou quantos leitos estarão disponíveis e nem em quais unidades de saúde.

Fim de semana

Neste sábado (28), os sete postos que abrirão para vacinação começam o atendimento as 10h e terminam às 17h. Já no domingo (29), o público pode procurar as unidades das 8h às 17h. Durante a transmissão, o prefeito Roberto Claudio esclareceu, ainda, que a prefeitura não produz e nem compra as doses da vacina, sendo estas recebidas através do Ministério da Saúde, com base no cálculo da população considerada vulnerável: crianças de seis meses a cinco anos de idade, idosos, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas.

"Se a gente começar a vacinar quem não está nesse grupo vai faltar vacina para as pessoas mais vulneráveis e que estejam com maior risco de se contaminar e apresentar os sintomas mais graves", disse o prefeito. Apesar de a próxima segunda-feira (30) se tratar de ponto facultativo, conforme decreto da pasta, as unidades assistenciais e administrativas da SMS funcionarão normalmente.

Conforme último boletim epidemiológico divulgado pela Sesa, no dia 19 de abril, o Estado acumula, até então, 24 casos confirmados da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e quatro mortes. A campanha de imunização começou na última sexta-feira (20), com a meta de vacinar 2,28 milhões de pessoas pertencentes aos grupos prioritários. O Estado recebeu 855 mil doses da vacina e hoje recebe mais 176 mil. Até as 21h de ontem, 243.913 mil pessoas haviam sido vacinadas em todo o Ceará, segundo o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. A Sesa esclarece, no entanto, que o número pode ser maior, já que muitos municípios demoram a atualizar as informações.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.