celebração

'Fortaleza em Movimento' nos 292 anos da Capital

A ação é organizada pelo Diário do Nordeste e arrecadou cerca de 400 kg de leite em pó para várias instituições

Para esta 7ª edição, o itinerário começou na Av. Beira-Mar, com passagens pelas avenidas Abolição, Historiador Raimundo Girão e Passeio Público ( Foto: José Leomar )
01:00 · 16.04.2018

Como parte das celebrações pelos 292 anos da Capital, os fortalezenses subiram na bike e pedalaram pela orla da cidade no "Fortaleza em Movimento". Com cerca de 1.400 inscritos, houve muitos estreantes no passeio. Quem levantou cedo para prestigiar a ação foi o casal Ronald Marques e Cristiane Maciel. Foi o primeiro passeio de bicicletas dele, antes disso, só as pedaladas já costumeiras aos domingos na ciclofaixa de lazer.

Foi a primeira vez também do economiário José Maria Silveira, de 60 anos. Ao lado da esposa Sheila Lima, aproveitaram o percurso em um grupo grande. "Aos domingos, saímos do Cocó aproveitando as vias para ciclistas. É em torno de 20 a 30 pessoas no nosso grupo da Caixa, inclusive com crianças", lembra.

A cada ano, é um roteiro diferente. Para esta 7ª edição, o itinerário de 12km saiu da Beira-Mar, percorrendo a avenida Abolição e Historiador Raimundo Girão, com parada no Passeio Público, e retorno pela Leste-Oeste e Monsenhor Tabosa, até finalizar na Beira-Mar novamente. "Essa foi uma das melhores edições. Teve mais tempo de sombra, os participantes acharam a parada mais interativa, com tempo para fazer fotos. E, no fim, a chuva aliviou ainda. Além disso, nosso passeio trouxe também duas novidades: a fotolembrança e um mural para deixar uma mensagem para Fortaleza, inclusive tinha gente secando o painel, para não estragar a sua mensagem", destaca Rayana Gadelha, analista de produto do projeto Vida Saudável e do Diário do Nordeste.

"É uma satisfação realizar esse evento em comemoração ao aniversário de Fortaleza. A cada edição vem crescendo e sempre com mais adeptos e novos roteiros", completa Lívia Medeiros, gerente de mercado anunciante.

A ação é organizada pelo Diário do Nordeste e arrecadou cerca de 400 kg de leite em pó para serem doados para instituições. Essa é a primeira de seis atividades programadas pelo projeto Vida Saudável do Grupo. A próxima será a "Se toque", marcada para o dia 26 de maio. Ainda como parte das programações pelo aniversário da cidade, a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) realizou, na manhã de ontem, a primeira edição da Ciclofaixa Cultural. O projeto conectou em uma rota ciclística diferentes bens de relevante interesse histórico-cultural da Capital. Os equipamentos ficaram abertos a visitação até as 11h da manhã.

Oportunidade

Na primeira parada, os ciclistas tiveram a oportunidade de conhecer e saber um pouco mais do Cineteatro São Luis. Para a funcionaria pública Salete Freitas, 53, que sempre pedala nos fins de semana, a iniciativa foi uma grande oportunidade de mostrar as novas gerações a importância dos bens históricos. "É Uma forma de valorização, quem conhece ama e valoriza".

Acompanhados do turismólogo e membro do Movimento Viva o Centro, Paulo Probo, o grupo ainda passou pela Casa de Juvenal Galeno, a Casa do Barão de Camocim e o Palácio João Brígido, também conhecido como Paço Municipal.

"Essa rota tem muito a acrescentar para cidade, já que existem muitas pessoas que não têm conhecimento sobre o patrimônio histórico, especialmente no Centro. Achei bonito a iniciativa e o fato de estar aberto para todas as pessoas", disse o livreiro Fernando Albuquerque, 55.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.