Filas para retirar 2ª via do RG - Cidade - Diário do Nordeste

INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO

Filas para retirar 2ª via do RG

09.02.2008

Gerente do IIC reconhece a lentidão no sistema digital e que o número de equipamentos ainda é insuficiente

A movimentação no Instituto de Identificação do Ceará tem sido intensa desde a última quinta-feira. A procura maior é pela segunda via da Carteira de Identidade. Durante o Carnaval, muitas pessoas, no meio da folia, perdem o documento ou são roubadas. A previsão da gerente do IIC, Aurimar Barreto Costa, é de que a demanda aumente nos próximos dias, uma vez que muita gente ainda está viajando ou deixa para resolver o problema da falta de documento na semana seguinte.

Ela afirma que esta situação sempre acontece depois do Carnaval. Mesmo assim, a quantidade de carteiras emitidas se mantém constante porque há um limite de 230 senhas a serem distribuídas, além das que são destinadas para quem tem prioridade de atendimento como pessoas com necessidades especiais, gestantes, mães com crianças de colo e idosos.

A limitação no atendimento ocorre, de acordo com Aurimar, porque cada pessoa demora entre dez e 15 minutos para ter suas informações coletadas por meio digital. “Tem que scanear a digital de todos os dedos, tirar a foto e depois assinar eletronicamente. O problema é que muita gente diz que sabe assinar, mas na hora não faz nada legível, aí demora muito. Além disso, quando há problemas na documentação, ficam discutindo e a gente tem que explicar”, relata.

A gerente do Instituto de Identificação do Ceará lembra ainda que ocorrem problemas com o sistema, que ainda é lento. “Nós deveríamos ter implantado o sistema digital em 2002, quando os equipamentos foram comprados. Mas somente em 2007 tudo começou a funcionar e ainda por determinação da Justiça. O que ocorreu foi que os equipamentos já estavam defasados quando os instalamos e começamos a trabalhar com eles”, ressalta.

Mas Aurimar acredita que em alguns meses os novos equipamentos chegarão, dando mais agilidade ao processo. Atualmente, são oito equipamentos disponíveis, quando o ideal seriam 16. Ela reconhece que a emissão de identidade era mais rápida antes do sistema digital, mas destaca a maior segurança com o processo.

Para garantir o atendimento e conhecedores da lentidão do processo, muitas pessoas chegam por volta das 5 horas no Instituto, à espera da distribuição das fichas que ocorre às 7 horas. Depois disso, novo exercício de paciência.

Agora, acomodados em bandos sem encosto, os cidadãos passam horas a fio sentados. “Como sabemos que demora, nós até aconselhamos as pessoas com fichas de número mais alto a saírem para resolver outras coisas ou mesmo esperarem em casa até a tarde”, afirma Aurimar.

Uma das pessoas que madrugou, ontem, por uma ficha foi Fernanda Feitosa, que chegando às 5h15 da manhã, passou toda a manhã sentada, esperando pacientemente. “O pessoal aqui disse que acha que consigo ser atendida lá para as 14 horas”, comentou. Para ela, a situação a qual foi submetida para conseguir um documento é injusta. “Esse tempo todo aqui é muito ruim. Isto não está certo”, frisa.

ENQUETE

Qual a sua expectativa de atendimento?

Danilo Alves
28 ANOS
Comerciante


Como aqui é sempre lotado, eu e minha esposa tivemos que chegar às 5 horas, mas só vamos ser atendidos à tarde

Harmony Germano
24 ANOS
Estudante


Perdi meus documentos e vim pedir a segunda via. Cheguei às 5h30, mas vou demorar muito para ser atendida

Renata Benevides
Repórter

Mais informações:

Os nomes dos donos dos documentos encontrados se encontram disponíveis no site da Secretaria,
www.seguranca.ce.gov.br.




Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999