Penitência

Fiéis caminham até a Catedral

Durante o percurso, realizado do Mucuripe até o Centro, os participantes faziam a confissão com os padres

Carregada inicialmente pelos padres e seminaristas até ser revezada entre os demais participantes da caminhada, a grande cruz de madeira é protegida pelos integrantes do Terço dos Homens durante o percurso ( Foto: Reinaldo Jorge )
01:00 · 20.03.2017

Milhares de fiéis renovaram a fé e cumpriram penitência, durante a IX Caminhada Penitencial, que saiu às 7h20 da manhã de ontem, da Igreja de Nossa Senhora da Saúde, no Mucuripe, e seguiu até a Catedral Metropolitana de Fortaleza, finalizando com a celebração da missa. Ao longo do percurso, os participantes iam realizando a confissão com os vários padres que acompanhavam a procissão, em um ato de aproximação com Deus nesse período que antecede a Páscoa.

Missa dos Josés tem súplicas e gratidão

Pároco da Igreja de Nossa Senhora das Graças, no Pirambu, o frei José Nilton Pereira foi um dos que realizou o percurso, ouvindo o depoimento dos fiéis e recomendando orações para a remissão dos pecados. "É um momento de muita graça, principalmente porque, às vezes, os párocos da igrejas não conseguem atender a demanda das comunidades, e em situações como essa, todos são contemplados", afirma. Para os próprios padres, a experiência também é de enriquecimento espiritual, observou o frade. "Nós também somos penitentes e aproveitamos o momento para fazer a nossa confissão e nos aproximarmos, cada vez mais, de nossa missão", reconheceu o sacerdote.

A dona de casa Piedade Parente, 66, participa todos os anos da caminhada e diz que sente sua fé renovada após a experiência. "Todos os dias, na verdade, a minha fé se renova e hoje eu vim com um grupo para ser ainda mais especial", disse ela, que foi da Parangaba com os amigos da paróquia.

Para a estudante Aíris Maria do Nascimento, 21, a experiência deste ano teve um significado mais importante. "Sou muito devota de São José, então foi bom acompanhar a procissão no dia dedicado ao santo e ainda assistir à missa na Catedral", disse.

Rituais

Carregada inicialmente pelos padres e seminaristas até ser revezada entre os demais participantes da caminhada, a grande cruz de madeira é protegida pelos integrantes do Terço dos Homens durante o trajeto. A chegada à Catedral Metropolitana de Fortaleza é o ponto alto da celebração, quando todos os fiéis se esforçam para tocá-la e compartilhar das bênçãos e energias contidas naquele símbolo. "É maravilhoso a gente fica cheio de fé depois um ritual desse", disse a diarista Maria Cinelândia Soares, 41, que, mesmo cansada após a caminhada, acompanhou a missa que dá continuidade ao ritual iniciado no percurso.

Além de acontecer no dia dedicado a São José, a caminhada penitencial deste ano teve como referência do Ano Mariano e fez, ainda, alusão aos 300 anos do aparecimento da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e aos 100 anos da aparição de Nossa Senhora de Fátima.

Iniciada durante o percurso, a missa que continuou na Catedral, foi celebrada pelo padre Clairton Alexandrino para mais de 5 mil fiéis, que lotaram a igreja. Algumas pessoas sentaram no chão, enquanto outras se acomodavam nas escadas enquanto ouviam a transmissão das palavras do padre do lado de fora mesmo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.