Unifor

Espaço cultural lança Acervo da Fundação Edson Queiroz

04:01 · 26.10.2012
No local, estão obras de arte de Candido Portinari e Tarsila do Amaral e de outros nomes do Brasil

Reafirmando o seu compromisso com a arte e cultura, a Universidade de Fortaleza (Unifor) promoveu, ao mesmo tempo, o lançamento de três grandes exposições em seu Espaço cultural, entre elas, o "Acervo da Fundação Edson Queiroz". A solenidade de abertura das mostras aconteceu na noite de ontem, e contou com a presença do chanceler da Unifor, Airton Queiroz, e da presidente do Grupo Edson Queiroz, dona Yolanda Queiroz.

Além da exposição sobre a Fundação Edson Queiroz, a Universidade de Fortaleza (Unifor) apresenta, ainda, a mostra "Estudos Guerra e Paz", de Candido Portinari, e "O Egito Sob o Olhar de Napoleão" FOTO: TUNO VIEIRA


Reunindo pela primeira vez em uma exposição obras do seu acervo, a Fundação Edson Queiroz promove uma viagem pela arte moderna brasileira, contribuindo não apenas para uma discussão acerca do período, assim como também sobre o seu legado para a arte contemporânea.

O público que visitará a exposição terá acesso a obras do movimento fundamental da História da Arte brasileira, entres eles, trabalhos consagrados de Candido Portinari. No acervo, é possível ver criações de vários locais do País, entre elas, obras dos cearenses Antonio Bandeira e Luiz Hermano, assim como de estrangeiros radicados no Brasil, como o moldávio Samson Flexor e o polonês Frans Krajcberg.

Acervo

Alinhada com a modernidade, a Fundação Edson Queiroz vem ao longo de alguns anos formando um acervo artístico de pinturas, desenhos, gravuras e esculturas dos mais renomados autores brasileiros dos séculos XIX, XX e XXI.

A Mostra reúne parte significativa dessas obras, com 52 peças raras, de origem dos 28 mais representativos dos nomes da arte brasileira. Artistas da primeira geração modernista, como Di Cavalcanti, Ismael Nery, Oswald Goeldi, Lasar Segall, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Candido Portinari e Tarsila do Amaral estão nela representados.

Conforme destaca o vice-reitor de Extensão da Universidade de Fortaleza, professor Randal Pompeu, a coleção representa um incentivo da Universidade em trazer a arte e cultura não apenas para a comunidade universitária, mas também para todos os cearenses.

"A Fundação Edson Queiroz acredita que a arte e cultura façam parte da formação do cidadão, então, trazer essas exposições é um esforço que a Universidade faz para que a arte e cultura façam parte do dia a dia da população", ressalta.

Mais duas exposições completam a promoção da arte e cultura para os que visitarem o Espaço cultural Unifor pelos próximos três meses. A mostra "O Egito Sob o Olhar de Napoleão" reúne 35 peças, fruto da expedição científica e militar feita pelo general Napoleão Bonaparte àquele país. "Estamos muito contentes de trazer essa coleção para cá. Completa do jeito que está, são pouquíssimos que possuem essa coleção em todo o planeta", diz o arqueólogo Vagner Cavalheiro Porto, curador da mostra.

A Unifor e o Projeto Portinari trazem a Fortaleza, também pela primeira vez, a Exposição "Estudos Guerra e Paz", de Candido Portinari. A mostra é composta por cerca de 50 estudos originais, junto a documentos históricos, entre cartas, jornais da época e fotografias, sobre as obras emblemáticas do pintor.

De acordo com o diretor e fundador do Projeto Portinari, e filho do artista, João Candido Portinari, trazer a mostra para a Capital cearense se trata de uma alegria imensa. "Embora sendo do interior de São Paulo e tendo vivido no Rio de Janeiro, Portinari pintou a vida toda cenas nordestinas. Se ele estivesse aqui conosco, fico imaginando a alegria dele em estar aqui no Ceará", acrescentou.

O QUE ELES PENSAM

Como você avalia a exposição?

"Esse acervo é de extraordinária qualidade pois abrange obras dos séculos XIX, XX e XXI. É uma coisa militória que uma fundação educacional tenha possibilidade de formar um acervo com essa magnitude. É um grande presente pra cidade de Fortaleza".

Max Perlingeiro
Diretor da Pinakotheke Cultural do RJ

"É uma exposição muito rica, onde estão apresentadas grandes composições, com estudo bem elaborado desses artistas modernistas. Essas obras estão compondo bem o cenário e, atualmente, o Estado do Ceará está merecendo uma exposição desse porte".

Edu Oliveira
Professor do curso de Belas Artes da Unifor

Mais informações

As três exposições estão abertas à visitação, de forma gratuita, de 26 de outubro de 2012 a 20 de janeiro de 2013, de terça a sexta, e aos sábados e domingos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.