Busca de melhorias

Equipes de saúde básica são avaliadas

20 Unidades Básicas já foram visitadas pelo projeto selo bronze de qualidade, parte do QualificaAPSUS Ceará

A certificação vai desde a qualidade no acompanhamento dos pacientes até os resultados atestados nas comunidades onde estão inseridas ( Foto: José Leomar )
01:00 · 09.04.2018

Diante da superlotação nos hospitais públicos terciários, é cada vez mais importante voltar-se para a atenção primária à Saúde, no sentido da prevenção e do acompanhamento das doenças crônicas. Por isso, há três anos a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa)começou a atribuir selos para as equipes de saúde que alcançarem os padrões de qualidade esperados.

Neste mês, cerca de 200 unidades de saúde cadastradas foram à avaliação, segundo Henrique Javi, titular da Sesa, 20 já foram visitadas e podem conquistar o bronze. Foram deferidas inscrições de representantes de 99 municípios do Estado.

O bronze significa dizer que a unidade de saúde foi aprovada no quesito infraestrutura e também na interação com o paciente. Ou seja, eles sabem quem têm as doenças crônicas e fazem o acompanhamento.

É possível evoluir para o prata ao começar a promover atividades para sociedade fora da unidade de saúde, a fim de promover hábitos saudáveis dentro dos espaços onde as pessoas circulam, como em praças e colégios.

Para conquistar a nota máxima, o ouro, deve ser possível ver os resultados na comunidade, já constatar mudanças a partir das atividades realizadas pela unidade básica de saúde. A expectativa é, daqui a dois anos, começar a distribuir o selo ouro. O objetivo é motivar na manutenção da qualidade conquistada e na constante melhora dos equipamentos de saúde, para evoluírem de categoria e depois manterem-se no ouro. Além disso, querem que as unidades façam constantemente campanhas de prevenção para que as pessoas adoeçam menos.

Essa ação faz parte do Projeto QualificaAPSUS, lançado em janeiro de 2016, com o objetivo de subsidiar a reorganização do modelo de atenção por meio da reestruturação da atenção primária nos municípios e, consequentemente, da implantação e implementação das Redes de Atenção (RAS).

Ação

Segundo o secretário, é preciso investir na prevenção, na adesão de práticas saudáveis, seja na alimentação ou com atividades físicas. "As doenças cardiocerebrovasculares, como AVC e infarto, matam muito, mas são fáceis de prevenir com os hábitos saudáveis", destaca. Para ele, estar num parque como o Cocó é uma vacina, principalmente com as atividades promovidas aos domingos pelo Viva o Parque.

Evento

Para estimular a prevenção, com orientações de novas dietas e verificação da pressão arterial, avaliação nutricional e medição do Índice de Massa Corpórea, a Sesa promoveu, na manhã de ontem, no Cocó, uma ação em prol do Dia Mundial da Saúde, celebrado oficialmente na última sexta-feira (7). A programação também contou com atividades lúdicas do projeto "Esporte na Rua", promovido pela Rede Esporte pela Mudança Social para comemorar o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz (6 de abril).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.