mobilidade urbana

Duque de Caxias ganhará faixa exclusiva para ônibus

As mudanças estão atreladas à entrega das obras da Avenida Aguanambi, previstas para julho próximo

A Avenida Duque de Caxias, uma das mais antigas da Capital, continua com mão dupla ( Foto: Reinaldo Jorge )
01:00 · 16.04.2018 / atualizado às 02:02 por Leda Gonçalves - Repórter

Favorecer o transporte público e pedestres, além de incentivar mais pessoas a circular e fazer compras no Centro são os principais motivos que levaram a Prefeitura a estudar e consolidar mudanças no trânsito do bairro. Entre elas, implantar o trinômio abrangendo a Avenida Duque de Caxias e ruas Pedro I e Meton de Alencar. Outras três vias, a Senador Pompeu, Dor. João Moreira e Castro e Silva receberão faixas exclusivas para ônibus. A informação é da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). No entanto, as mudanças estão atreladas à entrega das obras da Av. Aguanambi, previstas para julho próximo.

O projeto do trinômio, que inicialmente incluia a Rua Clarindo de Queiroz, sofreu alterações durante a análise técnica e agora é composto da Avenida Duque de Caxias, que terá faixa exclusiva para ônibus, e as ruas Pedro I, sentido Parque da Crianças/R. Pedra Ibiapina; e Meton de Alencar, sentido General Sampaio/Barão de Aratanha.

trânsito
Aumentar

"Em média, cerca de 200 mil pessoas por dia circulam via transporte público pela Avenida Duque de Caxias e a velocidade é de apenas cinco quilômetros por hora. Por isso, com a faixa exclusiva, o objetivo é aumentar essa média e ganho de tempo", explica o engenheiro da Prefeitura, Sued Lacerda.

Segundo ele, o trinário funcionará como outros binários já implantados, com duas vias com mão única em sentidos inversos e a Duque de Caxias com mão dupla e faixa exclusiva. "Quem vem de Messejana, José Walter e, principalmente, de bairros como Aldeota, Jacarecanga, Monte Castelo e Farias Brito, só para citar alguns, serão diretamente beneficiadas com essas alterações", avalia e acrescenta que diretamente mais de 210 mil pessoas favorecidas.

Privilegiados

Outra proposta já confirmada para o Centro é a implantação de faixas exclusivas nas ruas Senador Pompeu, Castro e Silva e Dr. João Moreira. Nas três vias os pedestres serão os grandes privilegiados. "A dinâmica ali é grande de gente circulando a pé e estamos fortalecendo a segurança viária das áreas", explica Sued Lacerda.

O foco em quem anda a pé é uma das preocupações de especialistas como o urbanista, consultor em mobilidade sustentável e professor da Universidade de Madrid, Mateus Porto Schettino, para quem a convivência entre modais e pedestre também é possível e necessária. Mas, para que ela possa acontecer de forma segura e sustentável, reafirma, é fundamental reduzir a velocidade e a quantidade de carros em circulação.

"Não é somente diminuir tempo de deslocamentos, e sim buscar, com a redução da velocidade máxima, zerar as chances de acidentes fatais, focando no pedestre", comenta o especialista.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.