Diversidade marca o Sana 2013 - Cidade - Diário do Nordeste

Encerramento

Diversidade marca o Sana 2013

28.01.2013

Um dos pontos interessantes da festa foi o concurso de cosplay livre, com seis grupos

As zumbi maid fizeram muito sucesso com os frequentadores do Sana Fest Fotos: Viviane Pinheiro

O último dia do Sana Fest 2013 movimentou bastante os corredores do Centro de Eventos do Ceará (CEC). A fila para entrar no local era enorme às 9 horas da manhã, com pessoas fantasiadas e sentadas no estacionamento esperando a vez para entrar.

Ao adentrar o CEC, o público se dividia em vários ambientes, desde os workshops de anime e mangá, até os salões de games e concurso de cosplay livre.

Para muitos o momento foi único, como para a estudante Brenda Santos, de 18 anos. "Curto a cultura oriental, os desenhos por isso o Sana é o lugar onde eu posso me fantasiar do personagem que eu mais gosto. Então existe todo um preparo e a cada ano é assim", declarou com empolgação.

Um dos pontos interessantes da festa foi o concurso de cosplay livre, do qual participaram seis grupos. De acordo com o coordenador do espaço Art Fest, Felipe Lins, a premiação para o primeiro lugar era de R$ 400 e o segundo R$ 150.

Além de proporcionar um maior conhecimento da cultura oriental, de deixar livre a imaginação e se fantasiar do que quiser, o Sana Fest também é oportuno para o comércio. Segundo a Assessoria de Imprensa do evento, a feira de artigos da cultura oriental e nerd já atrai empresários de diversos Estados brasileiros.

Um dos estandistas é o carioca Flávio Muniz de Melo, 35, que participa da feira há quatro anos. "É uma ótima oportunidade para mostrar a sua marca, além de ter um bom retorno financeiro. Para se ter uma ideia, eu vendo tudo que eu trago de produto, se vieram 350 camisas, estas 350 são comercializadas".

Hoje Flávio tem como atividade principal o trabalho em eventos desta natureza, durante o ano percorre em torno de cinco iniciativas como o Sana.

"Sou formado em Educação Física, mas sempre gostei da cultura japonesa e frequentava eventos de anime, então resolvi , em 2007, me tornar empresário do setor, pois percebi uma demanda grande por produtos que ainda não são vistos em lojas comuns ou em todo shopping".

O diretor geral do Sana, Igor Lucena, ressalta que o evento atrai como público perfil, pessoas que gostam de ficção científica, rock, seriados, e quem constantemente permanece conectado na internet, sobretudo em redes sociais. Conforme diz, o público do evento, entre 15 e 25 anos, é bem forte e fiel, e passa constantemente por renovação. "Em um universo de 40 mil pessoas você acaba encontrando, também, um público mais velho. O que a gente vê é que pessoas que acompanharam as primeiras edições hoje trazem os seus filhos", afirma o diretor.

O Sana Fest 2013 contou com áreas e atividades já tradicionais como exibição de desenhos animados e seriados japoneses, desfiles de cosplay, salas temáticas, tenda eletrônica, palestras, workshops, campeonatos de dança e karaokê com músicas de anime.

Entre as áreas do evento estava a Sana Games, maior arena de jogos eletrônicos do norte e nordeste, Sana Market com estandes, inclusive de outros Estados, onde foi possível adquirir os mais diversos produtos relacionados à cultura gamer, otaku, geek, etc.

O Sana 2013 foi marcado também pela seletiva regional do WCS (World Cosplay Summit), campeonato mundial de cosplay.

THAYS LAVOR
REPÓRTER




Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999