coluna

Comunicado: Um aliado lá em cima

roberto-maciel

Comunicado

ROBERTO MACIEL - roberto.maciel@diariodonordeste.com.br • Coluna da editoria Cidade

01:00 · 24.04.2018

O Banco do Nordeste tem uma expectativa bem positiva para quando fechar as contas de 2018: superar as 295.466 operações de dívidas rurais regularizadas no ano passado com base em lei federal que trata do tema. E a gestão do BNB avalia que caminha para isso. Em três meses deste ano já conseguiu bater a marca das 18,4 mil regularizações. Com uma forcinha de São Pedro, que resolveu aliviar a economia regional com chuvas em vez de seca, tanto produtores quanto instituição estão podendo fazer planos.

Dinheiro

A propósito, e ainda na levada das contas, o BNB tem acenado com mais um número. É o de operações feitas com o Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste, o FNE. Nos últimos 20 anos, a instituição já fez operações com clientes que movimentaram mais de R$ 54 bilhões.

742

Lotes

Serão leiloados amanhã e quinta pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), órgão da Prefeitura Fortaleza. Serão postos à venda carros, motos e ciclomotores removidos das ruas há mais de 60 dias.

50

Reais

São o valor mínimo dos lances para lotes considerados sucatas. O Município quer leiloar 47 carros, 393 motos e 302 ciclomotores. O leilão começa às 9h, na Rua Coronel Zacarias José França, 255 A - Cajazeiras.

"Saneamento é básico para a saúde preventiva. Hoje, temos uma avaliação de que a maioria (dos municípios) está em dificuldade financeira e não consegue oferecer o saneamento desejável"

Deputado Dedé Teixeira (PT) sobre partserviços essenciais à população

Com atestado

Leva o jamegão do deputado Agenor Neto (MDB) projeto que tramita na Assembleia e prevê a criação de certificados para residências e estabelecimentos comerciais que tenham erradicado comprovadamente e de forma definitiva os vetores das doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti. Em resumo, é uma ação legislativa que tem jeito de raquete elétrica.

Novos tempos

Agenor diz que os tempos modernos "não admitem práticas autoritárias e intervencionistas", como se fez "contra a febre amarela" no começo do século passado, "ocasião em que foi usada até mesmo a força policial para abrir casas e vacinar pessoas à força, o que gerou protestos, mesmo diante dos benefícios". E vale clonar projeto, como no caso? Vale. Na luta contra o mosquito, até isso é positivo.

Hora do tira-teima

Gado morto

Nada menos do que oito medidas provisórias estão travando as sessões ordinárias da Câmara federal. Nenhuma dessas contempla alguma medida em favor do Nordeste, ora flagelado pela seca, ora castigado pelo excesso de chuvas. Mas uma autoriza o Governo brasileiro a dar R$ 792 mil para a Palestina.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.