Coluna

Comunicado: o que há para ser salvo

roberto-maciel

Comunicado

ROBERTO MACIEL - roberto.maciel@diariodonordeste.com.br • Coluna da editoria Cidade

01:00 · 29.05.2018
Lixo no espaço destinado a pedestres: Esse é o panorama na Rua Dr. José Lourenço, entre a Rua Soriano Albuquerque e a Avenida Pontes Vieira. Há ali restos de móveis e de poda e lixo doméstico. O local está às moscas, literalmente.

Pode ser já hoje que o Senado comece a analisar uma série de textos que aliviam, de certo modo, a pressão social, política e econômica exercida pela greve dos caminhoneiros. O presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB), diz que não está comprometido com a aprovação, mas "sim com a pauta". O que existe, de fato, é um articulação delicada. Não no sentido de prevenir mais desgastes para o governo de Michel Temer - esses já foram definitiva e irremediavelmente impostos à gestão -, mas de se evitar mais danos à população. Há sempre algo digno de ser salvo, afinal.

200 crianças

São o público definido pela Prefeitura de Fortaleza para o Centro de Educação Infantil Professor Lauro de Oliveira Lima, que será inaugurado hoje, no bairro Jangurussu. Os alunos terão de um a cinco anos de idade.

1,357 minhão de reais

Foi o custo do Centro Lauro de Oliveira Lima. A unidade tem área total de 2.800 m², com 1.323,58 m² de área construída, contando com oito salas de aula, banheiros adaptados e cozinha, entre outras dependências.

"Que aconteça uma grande reforma para que os caminhos políticos sejam mais coerentes e a sociedade não fique tão tonta"

Deputado Carlos Matos (PSDB)
Constatando uma obviedade que alcança também a oposição: a de que a política carece de liderança nos mares cearenses.

Olhos no mar

Não é só a indústria hiper- mecanizada, com grandes equipamentos, que está na mira da economia local. A Federação das Indústrias do Estado do Ceará está agora dando atenção especial à pesca do atum. Não é à toa. A maior parcela dos produto que abastece o País sai dos verdes mares bravios do Ceará.

Prevenção

A ideia é organizar com métodos e planejamento a produção local, que chega a 1 milhão de quilos mensais. Isso não representa apenas qualidade e rentabilidade, mas uma proteção contra sanções de entidades ambientais como a Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos no Atlântico.

Não ao trabalho infantil

O município de Caucaia estabeleceu uma meta: o prêmio do Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca), iniciativa do Ministério Público do Trabalho que valoriza manifestações artísticas contra essa mão-de-obra irregular e nociva à sociedade. A Secretaria de Educação tem articulado trabalhos com a garotada das escolas. Ganha-se com qualquer resultado.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.