Coluna

Comunicado: o argumento das cifras

roberto-maciel

Comunicado

ROBERTO MACIEL - roberto.maciel@diariodonordeste.com.br • Coluna da editoria Cidade

01:00 · 10.05.2018

O Diário do Nordeste informa, com base em dados do Detran, que nos últimos três anos foram economizados R$ 353 milhões com a prevenção de acidentes de trânsito no Ceará. A estimativa foi alcançada com base em políticas públicas - incluindo as pedagógicas fiscalização e aplicação de multas - e em ações de conscientização. Repare: o argumento pecuniário pode ser considerado de menor relevo por alguns, mas um tratamento grave acaba não tendo alternativa. É que, num cenário em que o capital tem expressão estratégica, os números formam conexões inescapáveis.

Image-2-Artigo-2395467-1
Os dados mostrados pelo Diário do Nordeste indicam que foram salvas no Ceará 389 vidas. E, ainda, que 1.127 pessoas escaparam de amargar ferimentos. Não há dinheiro que pague isso, mas não deixa de ser referência.

6 mil toneladas

São a expectativa da Cagece para remoção de resíduos sólidos dos esgotos dos bairros do Papicu, Aldeota, Praia do Futuro e Mucuripe, em Fortaleza, este ano. São restos de poda e de móveis, além de lixo doméstico.

4,2 milhões de reais

São o custo anunciado pela Cagece para a manutenção da rede de esgotamento da região da Beira Mar de Fortaleza. Apesar disso, há episódios de alagamentos frequentes na área e de poluição das faixas de praia.

"Quanto maiores forem os níveis de consciência e de corresponsabilidade do cidadão, maior será o número de vidas salvas e menor será o número de acidentes na nossa cidade"

Prefeito Roberto Cláudio (PDT)
Sobre medidas preventivas no trânsito de Fortaleza.

Tilintando

Somam R$ 26 milhões os investimentos previstos pelo Governo do Estado na Comunidade do Dendê, em Fortaleza. A dinheirama inclui recursos do Ministério das Cidades. A área é reconhecidamente carente. A proposta contempla ações de urbanização e saneamento, entre outras.

No topo

A cereja do bolo de números, no entanto, nem é necessariamente o quantitativo financeiro. É, na verdade, o quantitativo humano. É que há lá 2.830 famílias para serem diretamente beneficiadas com os projetos. Governo e Prefeitura vão tocar as obras conjuntamente.

Faz sentido, sim

A vereadora Larissa Gaspar (PPL) está propondo que a Prefeitura de Fortaleza institua nas escolas municipais um programa de combate à intolerância religiosa e de defesa da liberdade de credo. Apesar de parecer redundância legislativa, já que isso é estabelecido na Constituição Federal, há registros de episódios tão graves, bizarros e medievais que a matéria faz o maior sentido.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.