Coluna

Comunicado: corrida contra o tempo

roberto-maciel

Comunicado

ROBERTO MACIEL - roberto.maciel@diariodonordeste.com.br • Coluna da editoria Cidade

01:00 · 08.08.2018

Contando de hoje, faltam não mais do que 60 dias para as eleições que definirão, em 7 de outubro, presidente da República e vice-presidente, governadores e vices, dois terços dos mandatos do Senado, deputados federais e deputados estaduais. E o tempo pode ser pouco para o eleitor dar sustentação ao julgamento que fará dos candidatos e das propostas. Em comparação com 2014, haverá menos 45 dias de campanha no primeiro turno. Menores possibilidades, portanto, de exposição e discussão de propostas. E de viradas nos indicadores de intenção de voto.

Se o tempo encolheu no campo das propostas, há uma contrapartida positiva: é que obrigam-se os pleiteantes a ter mais objetividade. Ou a evitarem dar menos voltas em torno dos mesmos temas.

21 projetos

Da UFC foram aprovados em dois editais de fomento à pesquisa, um deles referente ao incentivo à ciência no Interior do Estado e outro a pesquisas realizadas em parceria com Portugal.

6 áreas

São contempladas nos projetos: meio ambiente, mobilidade urbana, expansão tecnológica, biologia, bioquímica e neurociência. As bolsas terão até 24 meses de duração.

'Que bom que nossos gritos foram ouvidos. Vamos lutar para que se acabe esse mercado de votos sob a égide do Congresso Nacional, que nunca quis fazer uma reforma eleitoral séria, justa e honesta"

Deputado Fernando Hugo (PP), sobre investigações do Ministério Público Eleitoral

Reingresso

A coligação que sustenta a candidatura do governador Camilo Santana (PT) à reeleição está indo muito além das 24 siglas que aderiram ao grupão. Há também apoiadores com histórico na política mas fora do ambiente partidário. E nomes que tinham relações partidárias distintas.

No arco

Um exemplo é o do ex-deputado Adahil Barreto, que já integrou o PSDB e o PR. Após sete anos afastado de articulações políticas, Adahil enfim se aproximou do arco de Camilo. "É uma gestão que vai muito além da média dos estados. Tem muitos ganhos, em meio a tantas dificuldades", diz.

Advogados aprovados em concurso para a Procuradoria Geral do Município de Fortaleza querem abrir diálogo direto com o prefeito Roberto Cláudio (PDT). O pessoal pede urgência na convocação para o preenchimento dos 15 cargos vagos no órgão. E alega que o gasto com pessoal é de cerca de 46,42% da receita - o que dá folga para a contratação. E diz que o ato não será um gasto, mas um investimento.

Sem intermediários

Advogados aprovados em concurso para a Procuradoria Geral do Município de Fortaleza querem abrir diálogo direto com o prefeito Roberto Cláudio (PDT). O pessoal pede urgência na convocação para o preenchimento dos15 cargos vagos no órgão. E alega que o gasto com pessoal é de cerca de 46,42% da receita -o que dá folga para a contratação. E diz que o ato não será um gasto,mas um investimento.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.