diariamente

Cinco toneladas de lixo são jogadas na Beira-Mar

Devido a essa realidade, a Fundação Edson Queiroz realiza, amanhã (11), o projeto 'Praia Linda, Praia Limpa'

As praias escolhidas para o projeto foram Barra do Ceará, Iracema, Futuro e Sabiaguaba. A ação contará com a presença de alunos da Unifor, de professores do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária e técnicos da Prefeitura ( FOTO: ARES SOARES )
01:00 · 10.08.2018

Você sabia que apenas na faixa de praia ao longo da Avenida Beira- Mar de Fortaleza são recolhidas cinco toneladas de lixo por dia? Isso mesmo: cinco toneladas de lixo por dia, em um trecho de pouco mais de 3 quilômetros. A informação, da Ecofor Ambiental, empresa responsável pela coleta de resíduos sólidos na Capital cearense, dá bem ideia da dimensão do problema gerado pela falta de educação de parte da população.

Devido a essa realidade, a Fundação Edson Queiroz realiza, amanhã (11), em comemoração ao Dia do Estudante, o projeto "Praia Linda, Praia Limpa", ação ambiental que tem o objetivo de efetuar a coleta de resíduos sólidos recicláveis como sacos, garrafas e copos de plástico, latinhas de cerveja e de refrigerantes, canudos. Além disso, alunos e professores da Unifor vão repassar informações para a população sobre o descarte correto de materiais reaproveitáveis. Os produtos coletados serão entregue às associações de catadores indicadas pela Prefeitura.

As praias escolhidas para o projeto foram Barra do Ceará, Iracema, Futuro e Sabiaguaba. A ação contará com a presença de alunos novatos da Unifor, de professores do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária e de técnicos da Prefeitura de Fortaleza.

Importância

A professora Lamarka Pereira, da disciplina de Resíduos Sólidos e Perigosos do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade de Fortaleza (Unifor), ressalta a importância da realização de um projeto como este. "Não é somente uma ação de limpeza, mas também de caráter educacional e de conscientização do papel de cada um na minimização do descarte de resíduos de forma inadequada", revela.

De acordo com a professora Lamarka Lopes Pereira, a limpeza do litoral é essencial para evitar alterações na qualidade das águas, o que interfere diretamente na vida da flora e da fauna. "Vários animais desses ambientes morrem por ingestão desses resíduos, por asfixia ou amputação de membros", destaca.

Para evitar a poluição e saber da importância da reutilização de resíduos recicláveis, é necessário conhecer os diferentes tipos de materiais e suas decomposições. De acordo com a professora, o papel demora, em média, três meses para se decompor na natureza. Pouco tempo se comparado às sacolas e garrafas de plástico, que podem levar até 100 anos. Outros resíduos comuns de encontrar pela praia são as guimbas de cigarro, que demoram em média de 10 a 20 anos, e os canudos de plástico, um dos piores inimigos da natureza, que podem levar até 500 anos para se decompor.

Prejudiciais

A professora avalia que, independentemente do tipo de resíduo, todos eles são, de alguma forma, prejudiciais ao meio ambiente. "Desde orgânicos, como restos de comida, cascas de frutas e cocos, até plásticos (sacos, sacolas, garrafas), papéis (embalagens de pipocas, churros), metais (latinhas, facas, arames), pontas de cigarros, vidros (garrafas, espelhos)", explica. Além disso, ela destaca que o próprio lixo gera resíduos que degradam o ambiente. "Existem os macrorresíduos, que são jogados diretamente na areia, e os microrresíduos, resultantes da degradação dos macros, sendo os dois muito prejudiciais aos ecossistemas", acrescenta.

Fique por dentro

Alunos buscam conscientizar população

Pensando no que poderia ser feito para despertar a consciência ambiental na população de Fortaleza, quatro alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, da Universidade de Fortaleza (Unifor), criaram o Projeto Clean em março deste ano. A iniciativa retira resíduos sólidos das praias da Capital ao mesmo tempo em que reforça a importância de manter praias e mares limpos.

Desde a implantação do projeto, os estudantes Bruna Ferreira, Larissa Cajado, Levir Colares e Renan Dantas, todos do 4º semestre de Arquitetura e Urbanismo, já realizaram seis ações nas Praias do Futuro, Beira- Mar e Iracema, recolhendo 240 quilos de lixo e distribuindo em pontos de reciclagem da cidade. Eles já inclusive garantiram presença no projeto "Praia Linda, Praia Limpa", que acontecerá amanhã e terá a participação de cerca de 400 alunos da Unifor, com coleta de resíduos sólidos nas praias da Barra do Ceará, Iracema, Futuro e Sabiaguaba.

Além das ações nas praias, o grupo de alunos conscientiza seus seguidores através da rede social Instagram, com a página @projeto_clean, na qual publicam textos e fotos sobre o assunto diariamente.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.