Chove em 58 municípios durante fim de semana - Cidade - Diário do Nordeste

Ceará

Chove em 58 municípios durante fim de semana

21.01.2013

Na Capital, o clima ficou mais ameno por conta do tempo nublado e das leves precipitações, de 9,3 milímetros

O fim de semana foi de trégua no forte calor que atinge a maior parte do território cearense nos últimos meses. Choveu em 58 municípios, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A maior precipitação foi registrada no município de Catunda, com 104 milímetros. Seguida de Brejinho (64,2 milímetros), Campos Sales (56 milímetros), Crato (48 milímetros) e Ibiapina (40 milímetros). A chuva mais intensa ocorreu na região do Sertão Central.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Quem também contou com a temperatura um pouco mais baixa foi o fortalezense. A cidade esteve, na maior parte do tempo, com céu nublado, além da ocorrência de pequenas precipitações. De sábado (19) para ontem, choveu 9,3 milímetros, de acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Apesar da pequena quantidade, se comparado a outros municípios cearenses, foi o suficiente para amenizar o clima.

Previsão

Os dados são referentes à chuva registrada no período de 7h de sábado (19) às 7h de ontem. Para os próximos dias, a previsão da Funceme é de mais chuva e céu nublado na Capital. A maior chuva registrada neste ano, em Fortaleza, aconteceu no último dia 14, com 10,6 milímetros.

As precipitações dos últimos dias dizem respeito à pré-estação chuvosa do Estado, que acontece nos meses de dezembro e janeiro. Entretanto, os meteorologistas atentam para o fato de que essas chuvas não possuem qualquer associação com a quadra chuvosa. A Funceme divulgará, no próximo dia 25, o prognóstico para a quadra chuvosa de 2013, que acontece entre os meses de fevereiro e maio. "As chuvas de dezembro e janeiro são causadas por vórtices ciclônicos e cavados de altos níveis atmosféricos, que são sistemas meteorológicos diferentes do que traz chuvas entre fevereiro e maio, que é a Zona de Convergência Intertropical. Ou seja, se chover bem na pré-estação, não significa que teremos uma boa quadra chuvosa. Essas precipitações que estão sendo registradas são típicas da pré-estação chuvosa", diz Cláudia Rickes, meteorologista da Funceme.

A instituição explica que opta por divulgar a previsão dias antes do início do período de chuvas, para aumentar a confiabilidade das informações que definem o prognóstico. No Ceará, 177 dos 184 municípios decretaram situação de emergência no ano passado, por conta da estiagem, conforme boletim divulgado em 16 de janeiro, pela Defesa Civil do Estado. Por isso, é grande a expectativa no prognóstico da estação chuvosa deste ano.

Para elaborar a previsão, a Funceme realizará, de 22 a 24 de janeiro, o 15º Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino.

Na ocasião, estarão reunidos pesquisadores das instituições meteorológicas de todos os estados do Nordeste brasileiro, além de representantes do Inmet, do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe) e de centros meteorológicos internacionais.

Condições

Eduardo Sávio Martins, presidente da Funceme, explica que as condições termodinâmicas dos oceanos Pacífico e Atlântico são monitoradas semanalmente e que o Pacífico apresenta neutralidade, ou seja, ausência dos fenômenos típicos El Niño e La Niña. "Estas condições não indicam ou não têm sinal de previsibilidade para a estação chuvosa no Ceará em 2013", esclarece.

Lívia Lopes/ Luana Lima
Repórteres

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999