em 72 horas

Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) alerta para risco de raios

01:00 · 01.05.2018

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) divulgou, ontem (30) um sinal de alerta para riscos moderados de ocorrência de raios dentro das próximas 72 horas. "Acompanhe com mais frequência as atualizações da previsão do tempo, pois você poderá necessitar mudar seus planos e se proteger dos eventuais impactos decorrentes de tempo severo", destacou a organização.

A cobertura de locais afetados é de boa parte da região Nordeste, passando por boa parte do Estado do Ceará, como nos municípios de Fortaleza, Camocim, Itapipoca, Maracanaú, Aquiraz e Mossoró. O Grupo de Eletricidade Armosférica (ELAT), indica que, se houver a possibilidade, não se deve permanecer na rua durante as tempestades.

É necessário procurar abrigo em lugares como carros ou ônibus não conversíveis; moradias que possuam proteção contra raios; abrigos subterrâneos ou em barcos ou navios metálicos fechados. Se estiver dentro de casa, é preciso evitar usar telefone com fio ou celular ligado a rede elétrica; ficar próximo de tomadas e canos, janelas e portas metálicas e tocar em qualquer equipamento elétrico ligado a rede elétrica. Se estiver na rua, segurar objetos metálicos longos, como tripés, por exemplo, é proibido. Bem como empinar pipas e aeromodelos com fio ou andar a cavalo. O órgão fortalece ainda que, se possível, deve-se evitar lugares que possam oferecer pouca ou nenhuma proteção contra raios, como celeiros, tendas ou barracos; veículos sem capota, tais como bicicletas.

Perigo

Topos de morros, de cordilheiras ou de prédios também devem ser evitados. Campos de futebol ou golfe, estacionamentos abertos e quadras de tênis, proximidade de cercas de arame e varais metálicos, linhas aéreas e trilhos também oferecem perigo. Sentir os pêlos do corpo arrepiados, ou que a pele começou a coçar, são sinais de alerta, o que pode indicar a proximidade de um raio prestes a cair.

É preciso ajoelhar-se e curvar-se para frente, colocando as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles. Não se deve, nunca, deitar no momento da queda de raios próximos a você.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), 50 milhões de raios caem todos os anos no Brasil.

De 2000 a 2014, 1.790 pessoas morreram em decorrência de raios, 25% deles caíram em zonas rurais e 19% dentro de casas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.