estacionamento rotativo

Centro da Capital ganha 1.000 novas vagas de Zona Azul

Reformulação do serviço inclui aplicativo para compra do Cartão Azul Digital, que começa a valer em julho

01:00 · 26.06.2018 por Vanessa Madeira - Repórter

O Centro de Fortaleza ganhou, desde ontem (25), 1.000 novas vagas de Zona Azul. A área, que já possuía 700 espaços disponíveis para veículos, é a primeira da Capital a receber o projeto de reformulação do estacionamento rotativo da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), que irá abranger 24 bairros da cidade até o fim do ano. Além da ampliação do número de vagas, o órgão deve apresentar, até o fim desta semana, o aplicativo para a aquisição do Cartão Azul Digital. A previsão é que o sistema informatizado comece a funcionar em julho.

Na região central, as novas vagas foram distribuídas no quadrilátero formado pelas ruas Monsenhor Tabosa e João Cordeiro, e as avenidas Filomeno Gomes e Duque de Caxias. Nos espaços implantados, os motoristas poderão estacionar por 1h ou 2h, de acordo com o indicado na sinalização, tendo a possibilidade de renovar o tempo de permanência por igual período. O serviço será disponibilizado de 7h a 19h em dias úteis, e de 7h a 14h aos sábados.

Segundo o diretor de operações da AMC, Disraelli Brasil, a ampliação da Zona Azul permitirá que mais pessoas tenham acesso a vagas de estacionamento e possibilitará melhorias para a mobilidade na região. "Com o sistema de rotatividade, mais pessoas vão ter opções de vagas, sem falar que alguns locais que já eram usados para estacionamento passaram a ser permitidos e regulamentados", afirma.

Maior fluxo

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL Fortaleza), Assis Cavalcante, destaca que o projeto vem para atender à demanda antiga de comerciantes e frequentadores do Centro de Fortaleza.

"Essa região tem uma deficiência muito grande de estacionamento, tanto em quantidade de vagas quanto em valor, que hoje gira em torno de R$8,00, R$10,00 a hora. O preço da Zona Azul é mais competitivo e vantajoso para os motoristas, então esperamos um fluxo maior de pessoas", ressalta.

Por enquanto, o acesso às vagas será realizado por meio dos cartões usuais, comprados em pontos de venda credenciados. No entanto, a partir do próximo mês, os motoristas terão de utilizar o Cartão Azul Digital, que poderá ser adquirido por meio de aplicativo para smartphones. A ferramenta, conforme Brasil, passará a funcionar em julho.

O diretor de operações da AMC afirma que nove empresas se habilitaram para desenvolver versões do aplicativo. Até o próximo mês, o órgão anunciará o modelo escolhido. "Vai ser um aplicativo para as plataformas iOS e Android. Os motoristas deverão baixar para ter acesso à Zona Azul e poderão cadastrar cartão de crédito para comprar o cartão digital", diz Brasil.

Com o lançamento da ferramenta, os cartões usuais ainda devem valer por cerca de 90 dias. Após o fim deste período, o serviço só poderá ser utilizado por meio do aplicativo. Segundo a AMC, os usuários que não possuírem smartphone ou que tenham dificuldade de acesso à Internet poderão comprar o Cartão Azul Digital nos pontos de venda credenciados, que estarão conectados à rede.

Expansão

Para Assis Cavalcante, além de mais praticidade, o aplicativo trará mais segurança aos usuários. "O motorista não vai mais precisar correr atrás de flanelinha para comprar um bilhete que, muitas vezes, não sabe nem qual é a procedência", afirma.

Ao todo, 24 bairros de Fortaleza farão parte do projeto de reformulação da Zona Azul. As áreas que já possuem vagas terão o serviço ampliado. O próximo bairro contemplado será a Aldeota. Em seguida, virão Meireles, Dionísio Torres e Montese. Outras 19 áreas da cidade receberão estacionamento rotativo pela primeira vez. Dentre elas, estão Benfica, Cidade dos Funcionários, Messejana, Parangaba e Praia do Futuro.

MAPA ESTACIONAMENTO ROTATIVO

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.