procissão

Caminhada com Maria faz a fé percorrer a Capital

Mais de 12Km foram vencidos, desde a Vila Velha até o Centro da Cidade em busca do encontro com a paz

01:00 · 16.08.2018
Image-0-Artigo-2440510-1
A caminhada teve início por volta das 14h e lotou as ruas da Cidade ao longo das mais de 7h de duração, do bairro Vila Velha, onde está localizado o Santuário de Nossa Senhora de Assunção, até a Catedral Metropolitana de Fortaleza ( Foto: J.L.Rosa )

Movida pela fé, uma multidão de fieis saiu em procissão, ontem (15), para homenagear a padroeira de Fortaleza, Nossa Senhora de Assunção, no 16º ano da Caminhada com Maria. Em um trajeto de mais de 12Km, marcado por manifestações de devoção, católicos seguiram, do bairro Vila Velha, onde está localizado o Santuário de Nossa Senhora de Assunção, até a Catedral Metropolitana de Fortaleza, palco do momento mais emocionante da celebração da coroação da imagem da Santa.

De acordo com estimativas da Arquidiocese de Fortaleza, cerca de 2 milhões de pessoas participariam do cortejo. A caminhada teve início por volta das 14 horas e lotou as ruas da Cidade ao longo das mais de 7 horas de duração. Considerada patrimônio cultural imaterial brasileiro desde 2015, a procissão deste ano levou o tema "Caminhamos com Maria, Mãe da Igreja", e o lema "Mulher eis aí o teu Filho. Filho, eis aí a tua Mãe".

"O dia 15 de agosto tem uma significação muito especial para a comunidade católica da Arquidiocese de Fortaleza e agora podemos dizer do Estado porque a festa já se tornou grande demais e já ultrapassou as fronteiras", afirmou o pároco da Catedral, Clairton Alexandrino de Oliveira. Conforme o arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, o evento falou por si só e demonstrou o tamanho da fé da Capital cearense. "Nossa senhora é a mãe de todos nós e nos ensinará cada vez mais o caminho de Jesus. Que Deus abençoe esse povo que traz essa fé a todo tempo e que agora a expressa com tanta força", ressaltou.

Crença

Por onde passou a marcha de fiéis, a data foi comemorada com expressões de devoção à padroeira desde a fundação da Cidade. Há mais de 20 anos rezando para Nossa Senhora da Assunção, a costureira Luzanira da Silva, presente em todas as edições da Caminhada com Maria, sai em cortejo para agradecer pelas graças alcançadas com a intervenção da Santa. "Ela ajudou em vários momentos da minha vida. Há alguns anos, fiz um pedido com muita fé para que ela tirasse dois amigos do mundo das drogas e consegui. Todo ano eu agradeço", contou.

Longe da procissão, por conta da idade, a dona de casa Luísa Souza aguardou, na porta de casa, a passagem da Santa. Em um pequeno altar montado na calçada, em plena Avenida Leste-Oeste, ela reúne as imagens de Nossa Senhora de Assunção que adquiriu ao longo dos anos e faz suas preces. "Quando eu peço uma coisa a ela, sou atendida. Hoje não vou para a caminhada porque estou muita cansada, mas já fiz esse trajeto não sei nem quantas vezes. Não perco nenhum ano", afirmou.

Na chegada à Catedral, os que chegaram mais cedo garantiram um lugar melhor à frente da coroação da Imagem da Padroeira. Em comum, as camisas religiosas e os terços amarrados nos braços, presos ao pescoço ou erguidos pelo punho.

Assim como no céu, azul e branco adornaram o manto pelo qual Nossa Senhora ascendeu. Planando nas nuvens, ao som de um coral infanto-juvenil, Maria subiu - e as palmas a seguiram.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.