Buraco volta a abrir na Avenida Leste-Oeste - Cidade - Diário do Nordeste

OBRAS DA CAGECE

Buraco volta a abrir na Avenida Leste-Oeste

14.09.2010

São quase 17 quilômetros de intervenções que devem durar cerca de dois anos e meio

Os transtornos causados pelas obras da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) na Leste-Oeste já não são mais nenhuma novidade para os motoristas que trafegam todos os dias pelo local. Mas, mesmo assim, não há quem se acostume com os longos congestionamentos formados diariamente. Desde o último dia 9, quem passa pelo cruzamento da Avenida Monsenhor Tabosa com a Rua Almirante Jaceguai, na Praia de Iracema, tem tido problemas devido a obras no local.

"Pelo que vejo, essas obras não vão acabar nunca. Já até perdi as contas de há quanto tempo todas essas dificuldades começaram", reclamou o estudante de Direito Rodrigo Negreiros de Matos. Ele também afirmou que sabe da importância que as obras têm para o sistema de esgoto da Capital, mas disse acreditar que seria melhor para todos se o prazo de conclusão fosse um pouco menor.

O estudante explicou que, devido aos trabalhos, os carros que passam ao lado das obras são obrigados a quase encostar um no outro em busca de um pouco de espaço para continuar a sua viagem. "Por várias vezes, vi carros ´lutarem´ por qualquer espaço que apareça, mesmo que seja pequeno".

Para Rodrigo Negreiros de Matos, com todo esse transtorno, os riscos de acidente são altíssimos, além de algum pedestre poder sair ferido da colisão entre os carros. "Tudo isso causaria um congestionamento maior do que existe hoje. Seria um verdadeiro caos".

A assessoria de imprensa da Cagece informou que o serviço realizado na Avenida Presidente Castello Branco com Avenida Dom Manuel é parte de uma obra de macrossistema que levará tratamento de esgoto aos bairros que fazem parte das sub-bacias do rio Cocó.

Todo o trabalho terá cerca de 17 quilômetros de extensão. Os tubos partirão da Rua Carlos Juaçaba, próxima à Uece do Itaperi, chegando à Estação de Pré-Condicionamento de Esgoto (EPC) da Avenida Leste-Oeste. As obras devem durar em torno de dois anos e meio.

No caso do trecho correspondente à Avenida Monsenhor Tabosa, o serviço começou na última quinta-feira, 9, e deve seguir até o próximo sábado, 18. Tubos de um metro de diâmetro estão sendo utilizados para compor a tubulação de 20 metros montada no local.

Conforme a assessoria de imprensa da Companhia da Água e Esgoto, o trabalho, por conta do peso das máquinas, exige uma cautela especial, o que acaba contribuindo para a demora.

Após a Cagece finalizar todo o trecho atual, o mesmo trabalho passará a ser feito ao lado, na Avenida Dom Manuel, com a mesma finalidade. A obra do macrossistema de esgoto vai beneficiar cerca de 235 mil pessoas, em 20 bairros de Fortaleza. O sistema irá esgotar as sub-bacias da Capital que ficam às margens do rio Cocó. Ao todo, são seis sub-bacias. Serão assentadas tubulações de grande porte, somando cerca de 16,9 quilômetros de extensão.

A Cagece também declarou que a cratera que abriu na Rua Boris, atrás do Teatro São José, no dia 7 de agosto deste ano, já foi fechada e a rua teve o seu trafego liberado.

Problema antigo

O Diário do Nordeste vem acompanhando as dificuldades que as obras de macrossistema têm causado aos fortalezenses. No último dia 14 de julho, os trabalhos estavam tirando a paciência de motoristas que trafegam nas avenidas Dom Manoel e Presidente Castello Branco. Na época, não foi informado nenhum prazo para o fim dos trabalhos.

As crateras na Avenida Leste-Oeste geraram muitas reclamações por parte dos motoristas. Os buracos estavam localizados nas proximidades da Escola de Aprendizes Marinheiros e do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e eram resultado de erosões causadas pela fuga de gases do sistema de esgoto, corroendo a tubulação.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999