indefinição

Biblioteca Pública fará 150 anos e não tem previsão de reabrir a sede

Fechado desde 2015, o equipamento ainda se encontra em reforma e funciona de forma provisória no Centro

00:00 · 14.01.2017 por Renato Bezerra - Repórter
dsa
Com 95% de execução, biblioteca deve ser entregue até o fim do ano ( Fotos: Fabiane de Paula )
dsa
Clique na imagem para ampliar

Equipamento cultural mais antigo do Ceará, a Biblioteca Pública Estadual Governador Menezes Pimentel completa, em março deste ano, 150 anos de história. Também em 2017, faz 50 anos que o acervo passou a ser disponibilizado na sua própria sede, na Av. Castelo Branco (Leste- Oeste), ao lado do Centro Dragão do Mar de Arte Cultura. Apesar da importância, a época não é de comemoração e sim de expectativas de que a estrutura, finalmente, seja reaberta e entregue à população.

Isso porque o prédio da biblioteca encontra-se em reforma desde abril de 2015. A previsão inicial era de que os trabalhos fossem realizados em 16 meses. Mas passado bem mais de 1 ano e meio, ainda não há data certa para reabertura, apenas a estimativa de que o equipamento seja entregue até o fim do ano, segundo a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará(Secult).

Enquanto isso, o atendimento à população é realizado, desde 2015, no Espaço Estação, em um dos antigos galpões da extinta Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima (RFFSA), ao lado da Estação João Felipe, no Centro. Tal medida, contudo, não é de total agrado dos usuários. Um dos motivos é que, dos 132 mil títulos que compõem o acervo do equipamento, apenas 40% estão disponíveis no espaço provisório. De todo o restante que ficou estocado no edifício em reforma, apenas as obras raras podem ser acessadas por meio de solicitação e agendamento prévio.

Além dessa questão, o que incomoda o autônomo José Tancrede, 29, que frequenta a Biblioteca Pública - Espaço Estação, é a localização e a infraestrutura do local. "Quando era na Leste-Oeste, eu ia quase todo dia. A estrutura lá é melhor, por ser maior, mais confortável. Aqui também é mais restrito porque fecha mais cedo", comenta.

Prejuízo

Para o historiador Miguel Ângelo de Azevedo, o Nirez, a biblioteca ainda fechada acarreta grande prejuízo para as pesquisas. Avalia, no entanto, que acima da atenção que se dá à estrutura física, o mais importante seria investir no acervo. "Deveria ter muito mais cuidado de haver uma busca por novos títulos, para completar a coleção. Deveria ter um intercâmbio com a Biblioteca Nacional, porque eles têm muita coisa digitalizada, aqui pouca coisa tem. Importante também conservar as obras raras e os periódicos porque a história viva está nos periódicos. Uma boa coleção de jornal traz toda a história de uma cidade, então é importante conservar isso", diz.

O secretário de Cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, destaca que a reforma estrutural do prédio está com 95% de execução, devendo ser concluída até abril. Esclarece ter faltado, no entanto, o projeto de modernização do ambiente, que segue em desenvolvimento, para reabrir o espaço com um novo conceito. Também está em andamento o projeto de integração do equipamento ao Centro Cultural Dragão do Mar, apesar de a reinauguração não estar, necessariamente, vinculada à finalização deste. "A biblioteca não é um depósito de livro; é um centro cultural, um dínamo cultural, no diálogo com a sociedade, no acesso ao livro, mas também na formação de leitores, de programação e ação cultural, no diálogo com as outras linguagens e áreas do conhecimento. Esse projeto a gente quer entregar junto".

Neste ano, a Secult terá, ainda segundo o secretário, um novo edital de pesquisa em parceria com a Fundação cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), com propostas de linhas específicas para o acervo da biblioteca.

Oficina

Com um público aproximado de 25 mil pessoas em 2016, o atendimento no Espaço Estação é considerado positivo, na avaliação da diretora da Biblioteca Pública do Estado, Enide Vidal. Ela explica que o funcionamento no local é tido como uma oficina, já que mantém uma programação que pretende ser levada para o espaço original, atraindo, assim, usuários em potencial. "A biblioteca tinha uma programação, mas onde a Literatura era mais visível. Aqui, a gente já trouxe a Literatura em transversalidade com as outras linguagens. Já tivemos música, documentários, teatro, dança, então esse é um balão de ensaio, para fazer essa experimentação de um novo modelo de programação".

A visitação no espaço atual chama atenção pela diferença de público, conforme ressalta a coordenadora de Políticas do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas da Secult, Mileide Flores, já que agora o lugar agrega pessoas de municípios vizinhos, em virtude da proximidade com o terminal de ônibus na Praça da Estação. "Estamos fazendo esse mapeamento do público para quando a gente voltar, conseguir levar esse público", comenta Mileide.

Demanda

A média de público atual, segundo Enide Vidal, varia entre 900 e 1.200 pessoas, que utilizam, em sua maioria, o Centro Digital do Ceará, um dos setores mantidos pelo equipamento. Já a demanda pelas obras raras, que são mantidas no prédio original, chega a cerca de 30 por mês.

A Biblioteca Pública Estadual foi inaugurada no dia 25 de março de 1867, como Biblioteca Provincial do Ceará. Seu acervo chegou a ocupar o Palácio da Luz, no Centro, mas em janeiro de 1967 começou a ser transferido para o prédio próprio, na Av. Leste-Oeste. Por meio de decreto, em maio de 1978, o governador Waldemar Alcântara muda o nome do equipamento para Biblioteca Pública Governador Pimentel, em homenagem ao ex-governador do Estado, Francisco Meneses Pimentel.

Espaço estação

Programação do mês:

14/01 (sábado)

Curso: Leituras de Raquel de Queiroz. Horário: 09h às 13h

17/01 (terça-feira)

Literatura: Contação de História-temas livres.

Horário: 09h30 e 14h30

18/01 (quarta-feira)

Oficina: Tecendo fios em Macramé.

Horário: 09h

20/01 e 21/01 (sexta-feira e sábado)

Curso: Contação de história.

Horário: 09h às 13h

21/01 (sábado)

Literatura: Livros no Tamarindeiro

Horário: 09h

Literatura: Laboratório de Escritores - Ilustração Editorial Horário: 15h

24/01 (terça-feira)

Curso: Geofilosofia e Meditação - a 4ª Dimensão e Despertando a Inteligência. Horário: 08h

Literatura: Contação de História - temas livres. Horário: 14h30

25/01 (quarta-feira)

Oficina: Suporte de mesa para celular - cadeira com garrafa pet. Horário: 09h

26/01 (quinta-feira)

Literatura: Contação de História - temas livres. Horário: 09h30 e 14h30

Endereços:

Biblioteca Publica Estadual Governador Menezes Pimentel 

Av. Presidente Castelo Branco, 255, Centro. Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.

Tel: 31016779

Biblioteca Pública - Espaço Estação

Rua 24 de Maio, 60, Centro. Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábado, das 9h às 15h.

Tel: 31016799/31012546

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.