Meio ambiente

Árvores passam por revitalização

01:21 · 06.03.2013
A Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização de Fortaleza (Emlurb)desenvolve trabalho de revitalização e manutenção das árvores antigas da cidade que estão localizadas em espaços públicos. A ideia é conservar e favorecer a biodiversidade da flora. De acordo com o engenheiro agrônomo e diretor técnico de urbanização da empresa, José Wilmar da Silveira Neto, o trabalho é feito de forma contínua.


Emlurb desenvolve trabalho de manutenção das plantas antigas de espaços públicos, como as do canteiro da Avenida do Imperador Foto: Marília Camelo

"Procuramos fazer adubação orgânica, podar, colocar sementes onde foram arrancadas algumas espécies, plantar árvores nativas, tentando favorecer a biodiversidade", explicou.

Segundo ele, a revitalização das árvores ocorre, principalmente, por meio de um manejo agronômico adequado. Dentre as práticas que podem ser utilizadas, estão a colagem com calcário dolomítico, adubação orgânica com bagoma de carnaúba e outros adubos orgânicos, uso de pasta para cicatrizar feridas no tronco e outras.

As praças do Passeio Público, Parque das Crianças, em frente à Catedral Metropolitana de Fortaleza, da Polícia Civil (no Centro da cidade), do Carmo, canteiros da Avenida do Imperador, Avenida Duque de Caxias e Avenida Dom Manuel são as que recebem diariamente cuidado.

Silveira Neto destaca que a população pode ligar para a Emlurb e solicitar alguns serviços, como poda de árvores, desde que estejam localizadas em espaço público. "O pedido é atendido em, no máximo, um mês", garante.

Para um dos fundadores do Movimento Pró-Árvore, Antônio Sérgio, este trabalho ainda é pequeno. "Acho que as árvores estão, de maneira geral, maltratadas. Fortaleza deixa a desejar em relação a outras capitais. Muitas vezes, elas são cortadas e podadas como problema a ser contornado, tratadas como elemento secundário", critica.

Para o aposentado Damião Gomes Bezerra, 77 anos, este é um trabalho importante, pois preserva a natureza e deixa a cidade mais bonita. "É preciso mesmo que a Prefeitura se preocupe com isso, para o bem estar de toda a população", acredita.

Da mesma opinião compartilha o motorista e comerciante, Francisco Mota Moura, 61 anos. "Para uma cidade crescer, é necessário que a Prefeitura se preocupe com vários pontos, um deles é o meio ambiente. Este trabalho não pode parar", conclui.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.