rede municipal

Após fim greve dos professores, reposição das aulas é negociada

Há possibilidade de que as aulas perdidas durante a greve se estendam 15 dias além do término do ano letivo

01:00 · 15.05.2018 / atualizado às 11:15

A greve dos professores da rede municipal de ensino terminou na última sexta-feira (11) após acordo com a Prefeitura de Fortaleza. A classe estava paralisada desde 18 de abril, reivindicando pagamento integral do reajuste de 6,81% no piso salarial e pagamento das pecúnias, que são a conversão obrigatória do tempo igual ou superior a 1/3 (um terço) do período exigido para o aproveitamento da Licença Prêmio, 5 anos, em remuneração adicional em caso de aposentadoria ou falecimento do servidor. As escolas municipais contabilizavam 23 dias sem aula, que agora serão repostos em calendário elaborado em reunião na próxima quarta-feira (23). A previsão é que as aulas se estendam 15 dias além do término do ano letivo.

Até amanhã, serão realizados seis encontros, um em cada regional de Fortaleza, para que os professores possam participar da discussão, informou o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute. As visitas serão realizadas em ordem, na segunda-feira foram as Regionais I e II, terça-feira, as III e IV, e na quarta-feira, a V e VI.

Já na tarde da última sexta (11), os professores retornaram às atividades nas escolas e começaram a estabelecer uma proposta de reposição das aulas, que será apresentada na próxima semana. Segundo a diretora do Sindiute, Gardênia Baima, as opções consideradas são aulas aos sábados, quinto tempo ou prorrogação do ano letivo. De acordo com Gardênia, a classe está aberta e avaliando a melhor opção, podendo surgir outras sugestões também da Secretaria Municipal de Educação (SME). De acordo com a secretaria, o esforço tanto do sindicato quando da SME é para que isso não aconteça.

Acordo

Sobre a reposição das aulas, a SME informou que o calendário está sendo elaborado juntamente com a categoria, e reforça que não haverá qualquer prejuízo ao ano letivo.

Na assembleia de sexta-feira (11), a Prefeitura de Fortaleza e o Sindiute, com a presença de mais de 1.500 professores, firmaram acordo que garantia o pagamento do reajuste salarial dividido em três parcelas: janeiro (2,95%), julho (1,86%) e novembro (1,86%).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.