Educação ambiental

Alunos plantam 47 árvores em escola municipal

03:22 · 17.02.2012
( )
Foram plantadas 35 mudas frutíferas e 12 árvores de sombra
Foram plantadas 35 mudas frutíferas e 12 árvores de sombra ( FOTO: ALEX COSTA )
Ação conta com trabalhos de educação ambiental e capacitação de crianças e jovens para a coleta seletiva

Alunos da Escola Municipal Professor Luis Recamonde Capelo, no bairro Bom Sucesso, fizeram, ontem pela manhã, o plantio de 35 mudas frutíferas e 12 árvores de sombra. A ação foi decorrente do lançamento do Projeto de Arborização nas escolas do Município, promovido pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam).

Os alunos receberam também instruções sobre educação ambiental e orientação para o uso da coleta seletiva, através de uma palestra educativa, e da doação de um kit para a separação do lixo seco do lixo úmido, além de caixas coletoras de papel para cada sala de aula.

De acordo com o secretário titular da Semam, Deodato Ramalho, o plantio nas escolas municipais faz parte do intenso processo de arborização pelo qual Fortaleza está passando. Aproveitando o espaço disponível nas instituições de ensino, a intenção é, segundo o secretário, intensificar o trabalho de educação ambiental nas crianças a partir de ações concretas, além da promoção e criação de mais áreas verdes para a Capital. "A criança têm que crescer com essa consciência", afirma.

A pequena Bianca Severiano, 10, do quarto ano do ensino primário, foi uma das estudantes que não se importou em colocar a mão na terra em prol de um bem maior. Segundo ela, muitas pessoas não sabem como é importante preservar o meio ambiente. "Fiz isso pelo bem da natureza", afirma.

Sobre a coleta seletiva, Deodato afirma que a conscientização dos estudantes para o uso desse sistema é importante no sentido de transformá-los em multiplicadores, irradiando esse conhecimento e a importância da ação para toda a família. "A partir do exemplo material, esperamos que o processo de conscientização seja levado para toda a comunidade", informa.

Os resíduos coletados na escola serão encaminhados para o Centro de Triagem de Resíduos Sólidos (CTRS), recém inaugurado no bairro João XXIII. Conforme a coordenadora de Políticas Ambientais da Semam, Edilene Oliveira, este é um trabalho integrado com a comunidade, desenvolvendo nas pessoas uma cidadania ambiental. "A população precisa ter a consciência de separar e levar o lixo aos locais corretos, sendo a própria protagonista das ações em favor do planeta", ressalta.

De acordo com o diretor da escola, Antônio da Silva, ações assim são importantes pois enriquecem o conhecimento e melhoram a qualidade de vida de todos. Além do colégio Professor Luis Recamonde Capelo, outras duas instituições da Regional III receberão a ação, de início.

RENATO BEZERRA
ESPECIAL PARA CIDADE

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.