Universidade

MAUC prevê ações de manutenção preventiva para este semestre

Segundo a Universidade Federal do Ceará, há vigilância 24 horas por dia do Museu de Arte que está sob sua gerência

17:24 · 03.09.2018 / atualizado às 18:20 por Roberta Souza
mauc
A última pequena reforma do MAUC aconteceu ainda no ano passado, quando foi trocado todo o sistema de refrigeração do equipamento ( Éden Barbosa/ Memorial da UFC )

O Museu de Artes da Universidade Federal do Ceará (MAUC) ainda engatinha com seus 57 anos de atividades ininterruptas frente aos 200 anos do Museu Nacional do Rio de Janeiro, gerido pela UFRJ. Mas a preocupação em garantir a conservação das 7 mil obras (com destaque para as coleções de Arte Popular e Artes Plásticas) que constam em seu acervo é constante e já estão previstas algumas ações de manutenção preventiva para este semestre. 

A última pequena reforma do MAUC aconteceu ainda no ano passado, quando foi trocado todo o sistema de refrigeração. Em 2009, foi realizada ainda uma reforma geral da cúpula do prédio, com reparos estruturais e elétricos, segundo informou a assessoria da instituição federal. 

“O MAUC conta com plano museológico, onde consta detalhamento de todos os procedimentos necessários à preservação da integridade do prédio, do acervo e das pessoas, tanto servidores quanto visitantes”, diz nota oficial. “Além disso, a Superintendência de Infraestrutura e Gestão Ambiental (UFCINFRA), em articulação com a Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (PROPLAD), dispõe de um plano de manutenção permanente para toda a Universidade e alguns locais exigem atenção especial, como é o caso do museu”, completa. 

A reforma prevista para esse semestre dará conta da cúpula de uma das salas do equipamento. Mas a obra, segundo a assessoria, ainda está em processo de licitação. A respeito do orçamento, a nota especificou apenas que “a manutenção do equipamento está incluída no orçamento geral da Universidade. Todas as demandas do MAUC são encaminhadas à Reitoria, que aciona os setores competentes para atendimento”. 

> Equipamentos Culturais do Estado aguardam execução de plano de conservação e combate a incêndio

A Universidade garantiu ainda que o Museu conta com “vigilância 24 horas por dia” e que “os servidores do museu passam por treinamento para prevenção de incêndio”.  Agora mesmo uma nova turma estaria sendo encaminhada por uma divisão da UFC ligada a projetos e que cuida especificamente dessa parte da segurança, segundo a assessoria. 

MAUC passou por mudanças recentes 
 
Recentemente, a museóloga Graciele Siqueira assumiu a direção do MAUC, substituindo Pedro Eymar em seus 31 anos de atuação no equipamento. 
 
Por ocasião do aniversário do museu, em junho deste ano, quando Eymar ainda estava como diretor, o equipamento ganhou uma nova sala permanente: a de Arte Cearense, que reúne obras de artistas que fizeram nome no Ceará e cujas telas já passaram pelas paredes do museu, como Estrigas, Zé Tarcísio e Barbosa Leite. 
 
Além do novo ambiente, o MAUC reformulou outras quatro salas permanentes: Antônio Bandeira, Raimundo Cela, Os Fundadores e Arte Estrangeira. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.