mostra

Olhar para outros mundos

00:00 · 06.09.2018
Image-0-Artigo-2449390-1
Alice é uma enfermeira, mãe de um adolescente. Nas horas vagas, faz aulas de tango, onde conhece o personagem Jean-Christophe, guarda de um presídio

Presente em diferentes países, a sétima arte configura-se como um veículo de informação sobre o lugar onde foi produzido. Cineastas, roteiristas e atores, entre outros artistas identificados com a área, reproduzem visões de mundo e expressões próprias dos locais onde vivem. Possibilitar um contato mais íntimo com outros mercados cinematográficos é a missão de mais uma edição do projeto "Cine Sesc".

Em setembro, a iniciativa apresenta o tema "O Cinema e sua Pluralidade" e exibe coletânea variada de filmes com as mais distintas nacionalidades. Com programação gratuita, serão reproduzidos filmes do Irã, França, Estados Unidos e Espanha. As sessões acontecem no Teatro Sesc Emiliano Queiroz, às 18h30. Hoje, a mostra conta com "Tango Livre" (2012), coprodução entre França, Bélgica e Luxemburgo.

Dirigido por Frédéric Fonteyne, a obra detalha o nascer de uma relação amorosa por intermédio da arte. O guarda penitenciário Jean-Christophe (François Damiens) leva uma vida sem maiores alegrias. Esse cotidiano é alterado quando o oficial conhece Alice (Anne Paulicevich) durante a aula semanal de tango. Para sua surpresa, no dia seguinte, ele a encontra na sala da prisão, onde Alice aguarda o momento de visitar dois presos: um é marido, o outro o amante.Estranhamente atraído por essa mulher livre que não vive de nenhuma regra, Jean acaba transgredindo todos os princípios que governaram sua vida até então.

Na terça-feira (11), será a vez de "Irmã" (2016). Unindo drama e comédia, o filme de Zach Clark narra acontecimentos em torno da jovem Colleen Lunsford (Addison Timlin). Após um trauma familiar, a persoangem decide abandonar o lar e se tornar freira. Quando recebe um e-mail anunciando que seu irmão voltou da guerra do Iraque com sequelas no corpo, ela decide que é hora de visitar a família. Colleen se depara com lembranças de seu passado como gótica em um lar liberal e excessivo.

Temas

No dia 18, a mostra será finalizada com "A Academia das Musas" (2015). Questionado pela esposa sobre sua abordagem pedagógica, o professor de filologia (Raffaele Pinto) fala de musas, figuras capazes de inspirar poetas a criar algo inédito. O projeto toma rumos inesperados quando o professor se envolve com suas alunas.

O Cine Sesc parte na busca de promover a circulação, difusão e o acesso a produções cinematográficas nacionais e internacionais. Realizado em espaços de cinema não convencionais, o projeto se vende como um dos maiores circuitos de exibição de filmes no País.

Em julho, a entidade exibiu a mostra "O Lobo à Espreita - Uma Homenagem ao Centenário de Ingmar". Composta de nove obras, a atividade iluminou a vida e a carreira do diretor sueco Ingmar Bergman.

O Cine Sesc de agosto teve como eixo temático filmes dirigidos por mulheres no especial "Pelas Lentes das Mulheres", valorizando o trabalho das cineastas e permitindo o protagonismo feminino.

Mais informações:

Cine Sesc em Fortaleza com a mostra "O Cinema e sua Pluralidade". Hoje e dias 11 e 18 de setembro, 18h30, no Teatro Sesc Emiliano Queiroz (Av. Duque de Caxias, 1701) Gratuito. Contato: (85) 3452.9090

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.