MGMT revela que repertório terá hits, covers e canções novas - Caderno 3 - Diário do Nordeste

Lollapalooza

MGMT revela que repertório terá hits, covers e canções novas

01.03.2012

É a primeira vez que a dupla vem ao Brasil após o lançamento do disco Congratulations de 2010: álbum foi classificado como difícil por muitos críticos, mas, depois de tantos shows, canções já
É a primeira vez que a dupla vem ao Brasil após o lançamento do disco Congratulations de 2010: álbum foi classificado como difícil por muitos críticos, mas, depois de tantos shows, canções já
Duo volta ao Brasil em festival no mesmo dia de Arctic Monkeys, Jane´s Addiction e do DJ Skrillex

Nenhuma pergunta sobre a vida íntima - e nem sobre o novo disco. Depois do aviso do assessor da Sony Music, começa a entrevista com Andrew VanWyngarden, vocalista, guitarrista e tecladista que, em 2002, fundou o MGMT com o amigo de faculdade Ben Goldwasser. Aos quase dez anos de história, o grupo - um dos grandes nomes do rock alternativo surgidos na década passada - anima os brasileiros por ter sido escalado para o segundo dia (8 de abril) do festival Lollapalooza Brasil (que acontece no Jockey Club de São Paulo). E mobiliza atenções do mundo rock por causa dos boatos sobre seu terceiro álbum. "Estamos preparando material novo", diz Andrew.

Na busca por detalhes (por exemplo: quando sai?), o repórter é interrompido pelo assessor. O músico então se desculpa e admite: "A gente ainda não sabe!". O MGMT não é estranho aos palcos brasileiros: em 2008, o grupo se apresentou no que seria a última edição do TIM Festival. Veio com o repertório de seu disco de estreia, "Oracular spectacular", que rendeu três sucessos de rock eletrônico: "Time to pretend", "Kids" e "Electric feel". "Ah, foi ótima essa primeira vez no Brasil! E o melhor foi que passamos alguns dias em Búzios antes dos shows", lembra Andrew.

Retorno

Hoje, depois de mais um disco (o experimental e psicodélico "Congratulations", de 2010) e de uma extensa turnê mundial, eles voltam ao País para se apresentar num festival, na mesma noite de astros do porte de Arctic Monkeys, Jane´s Addiction e do DJ-sensação Skrillex. "É uma boa mistura de artistas", diz o músico. "E festivais são bons lugares para se apresentar, com suas grandes plateias. Não tocamos com o MGMT desde agosto, vai ser uma volta aos palcos. Estamos muito animados.

As férias foram interrompidas por um show no Museu Guggenheim de Nova York, para tocar a música que criaram para a retrospectiva do artista plástico Maurizio Cattelan. "Foi bom para a gente voltar a criar música, sem pressões. Quem sabe um dia gravaremos algumas daquelas canções?", diz Andrew. Sobre o show no Lollapalooza, ele adianta: "Ainda estamos decidindo, mas certamente tocaremos canções de nossos dois álbuns, alguns covers e talvez uma ou duas canções novas. Queremos algo diferente do show que vínhamos fazendo até o ano passado. Ainda vamos começar a ensaiar, mas acho que vai ser algo mais no espírito de um festival, com canções que as pessoas possam cantar junto".

Uma ironia da noite é que eles dividem a escalação com o Foster The People, banda americana que não consegue esconder sua inspiração no MGMT do primeiro disco. "É engraçado, porque já tem dez anos que a gente compôs ´Kids´ e agora vamos tocar num festival no Brasil com uma banda que foi influenciada por essa canção... É louco! Fico feliz, apesar de nunca ter encontrado com eles", diz Andrew, feliz com os frutos que a banda colheu com "Congratulations", disco taxado de "difícil" por parte da crítica musical. "À medida em que fomos tocando pelo mundo, os fãs nos redimiram, sendo amorosos com aquelas canções que não eram o que muita gente estava esperando. Hoje nos sentimos muito mais livres".

Mais informações:

Lollapalooza, dias 7 e 8 de abril no Jockey Club de São Paulo. Ingressos disponíveis apenas para o dia 8, no site http://lollapaloozabr.com/tickets-ga/


Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999